CSA suspende operação direta para Praga

A Czech Airlines efectuou ontem o seu último voo desta temporada entre o Porto e Praga. A operação, inicialmente prevista até ao final de Outubro, foi encurtada por indisponibilidade de frota causada pelos problemas com os Boeing 737MAX.

A transportadora checa tinha recorrido este ano à Smartwings para operar a rota do Porto com aviões Boeing 737-800, de maior capacidade que os Airbus 319 da própria CSA e que cobriram a ligação em anos passados. No entanto, com a suspensão dos 737MAX em Março, a Smartwings ficou com 8 aviões indisponíveis para este Verão, cerca de 1/4 da sua frota total e mais do que a frota de médio curso da Czech Airlines. Parte dessa capacidade ainda foi recuperada com recurso a aviões de outras companhias, mas não foi possível cobrir a sua totalidade. A partir daí foram reduzidas e suspensas muitas frequências planeadas para este Verão, o que no caso do Porto significa a suspensão da ligação na totalidade.

A CSA voa de forma sazonal entre o Porto e Praga desde 2015. A operação, embora pequena, manteve sempre uma trajectória de crescimento. Para este Verão, a previsão era que o número de lugares disponível fosse quase o triplo dos oferecidos em 2015, tanto pela utilização de aviões de maior capacidade e como por aumento de frequências.

Evolução do nº de passageiros em voos diretos Porto-Praga da CSA. Os valores para 2019 representam uma estimativa caso a operação fosse a inicialmente anunciada (25.000) e da operação agora finalizada (5.000)

Por outro lado, embora os problemas de disponibilidade de frota sejam um forte motivo, a companhia poderia ter optado por cortar capacidade noutras ligações e/ou manter a do Porto com uma frequência mais reduzida, tentando acomodar com aviões próprios. Mesmo o volume de passageiros, embora crescendo, acabou por ficar sempre um aquém do expectável. Praga foi a primeira das rotas do AFSC para o Leste, no entanto, das seis que operaram em 2018, foi a 2ª menos movimentada. Budapeste, por exemplo, movimentou mais do dobro dos passageiros e Varsóvia o triplo. Praga é também a única das seis operada por uma companhia tradicional, o que pode explicar boa parte desse desempenho.

Fica assim a dúvida sobre o que a CSA vai fazer em 2020, se recupera a ligação, se a passa totalmente para a Smartwings ou se a abandona definitivamente. Outra possibilidade, atendendo aos dados do mercado e à dinâmica do aeroporto de Praga, seria a entrada de um novo operador, aproveitando o espaço livre para se estabelecer com mais facilidade.

Inicio da temporada de Verão 2019 (S19)

S19_Start of Season_cover

Com a mudança horária inicia-se também a nova temporada de Verão IATA 2019. Serão 30 semanas, desde 31 de Março até 26 de Outubro 2019, em que o Sá Carneiro vai estabelecer novos recordes na sua oferta de voos e de movimento de passageiros. Será, aliás, o 10º ano consecutivo de um ciclo expansivo sem precedentes no aeroporto, que colocou o Porto no grupo das 40 cidades da UE com maior movimento de passageiros por via aérea e consolidou a liderança do terminal no Noroeste Peninsular.

Continuar a ler Inicio da temporada de Verão 2019 (S19)

easyJet lança voos diretos para Málaga em Abril

U2_Bar

A easyJet anunciou mais uma nova ligação direta a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro. Os voos terão inicio já a 2 de Abril e vão ligar o Porto à cidade espanhola de Málaga quatro vezes por semana (3ªf, 4ªf, 5ªf e Sábados) em Airbus 320. Será o 18º destino direto da easyJet no AFSC.

Com o inicio dos voos para Sevilha e o anúncio de novas ligações a Bilbau e Alicante, Málaga era o último dos grandes pontos por cobrir na oferta para Espanha. A cidade andaluza é uma das principais aéreas metropolitanas do país vizinho e a porta de entrada à famosa Costa do Sol, sendo o seu aeroporto o 4º principal da Península Ibérica. É de esperar um forte componente de passageiros de lazer em ambos os sentidos, bem como algum tráfego de negócios que hoje utiliza voos com escala para fazer o trajeto (cerca de 10.000 por ano) apesar da curta distância. Será ainda previsível que a rota seja popular como forma de complementar circuitos pela península por parte de turistas de outras regiões, um perfil de passageiro que é já significativo noutras rotas como Porto-Barcelona.

A transportadora inglesa não é estranha a este tipo de rotas, tendo inclusivamente investido significativamente em algumas à partida de Lisboa nos primeiros anos da base na capital, mas com pouco sucesso. Em 2018 voltou ao conceito com a rota sazonal Porto-Ibiza, que já será reforçada este ano, e agora continua com esta nova Porto-Málaga. A seu favor terá um melhor momento económico nos dois países e o facto de ser o único operador na ligação, embora muito provavelmente acabe penalizada pela pouca antecedência de venda.

Juntamente com as restantes novidades já anunciadas, a easyJet apresenta neste momento um aumento de 10% na oferta de/para o Sá Carneiro no próximo Verão, devendo superar os 1.2 milhões de passageiros nesse período. No total de 2019, a expectativa continua a ser que supere a marca dos 2 milhões de passageiros, valor cada vez mais realista salvo grandes surpresas no último trimestre do ano.

U2_A320_OE-IJH
Airbus 320 da easyJet. Foto tirada por Fabrizio Capenti

Porto – Málaga
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. 01 Out. – 2 3 – – 6 – 13:20 15:40 U2 7587 Airbus 320
04 Abr. 25 Sep. – – – 4 – – – 12:55 15:15 U2 7587 Airbus 320
05 Out. – –– – – 2 – – – 6 – 13:20 15:40 U2 7587 Airbus 320
Málaga – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. 01 Out. – 2 3 – – 6 – 16:15 16:55 U2 7588 Airbus 320
04 Abr. 25 Sep. – – – 4 – – – 15:50 16:30 U2 7588 Airbus 320
05 Out. – –– – – 2 – – – 6 – 15:50 16:30 U2 7588 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Emirates chega ao Porto este Verão

EK_B

A Emirates, uma das maiores companhias do mundo, acaba de anunciar uma nova operação regular entre o Porto e o Dubai, com 4 voos semanais (3ªf, 5ªf, Sábados e Domingos) a partir de 2 de Julho. A operação está programada em equipamento Boeing 777-200LR, com uma configuração de 302 lugares (38 em executiva e 264 em económica). Serão os aviões com maior número de lugares disponíveis por voo a operar regularmente no AFSC.

A chegada de uma das grandes companhias do Médio Oriente é uma das peças fundamentais para estabelecer o Porto como aeroporto de longo curso. Dentro desse grupo de companhias aéreas, a Emirates seria sempre a opção preferencial: não só o Dubai é o principal destino de/para o Porto no Médio Oriente, como a rede da Emirates é mais extensa e com maior número de frequências que as concorrentes regionais para  geografias como África, Ásia, Médio Oriente e Oceania. Como referência, no comunicado a transportadora emirati dá como exemplos de destinos que esperam populares Luanda, Joanesburgo, Bangkok, Shanghai, Hong Kong, Melbourne e Sydney. Pelo Porto, é ainda expectável que sejam oferecidas algumas possibilidades de ligação, devido ao acordo entre a Emirates e a TAP, nomeadamente para território nacional.

Para lá dos passageiros, esta ligação vai disponibilizar umas impressionantes 18 toneladas de capacidade para carga aérea por voo, um segmento importantíssimo para a região e que se prevê muito demandado. O AFSC é já o principal aeroporto da faixa atlântica peninsular no que respeita a exportação de carga para países da União Europeia, no entanto, continua a ser muito pouco relevante fora desse espaço, principalmente por falta de voos de longo curso. A chegada da Emirates ganha assim importância redobrada para começar a inverter essa tendência. Não por acaso a rota Lisboa-Dubai é atualmente a que mais carga movimenta de/para Portugal (em ton).

Com a Emirates, sobe para 8 o número de transportadoras a oferecer voos de longo curso no aeroporto do Porto, e para 7 o número de destinos. Por sua vez, a oferta total neste segmento vai superar os 400.000 lugares em S19, e atingir um máximo de 34 voos por semana este verão.

EK_B77W_A6ECQ
Boeing 777-300 da Emirates. Foto tirada por Josh May

Porto – Dubai
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jul. – – – 2 – 4 – 6 7 17:35 04:15 (+1) EK 198 Boeing 77L
Dubai – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jul. – –– – – 2 – 4 – 6 7 09:15 14:30 EK 197 Boeing 77L

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais

Vueling também vai voar para Bilbau este Verão

VY_B

A Vueling anunciou hoje que vai oferecer voos diretos entre o Porto e Bilbau a partir de 2 de Junho. São 3 frequências semanais (2ªf, 6ªf e Domingos) operadas com equipamento Airbus 320 de 180 lugares. Desta forma a Vueling continua a reformulação da sua oferta a partir do AFSC, com esta nova rota a juntar-se à descontinuação dos voos diretos para Amesterdão e Zurique e aos reforços anunciados para Barcelona, com um 3º voo diário, e para Paris, com 3 voos semanais para o aeroporto de Charles de Gaulle.

Bilbau, recorde-se, já tinha sido anunciado pela Volotea como novo destino direto a partir do AFSC, com uma operação de 2 voos semanais a partir de 14 de Abril de 2019. Coincidência, ou talvez não. A Vueling tem já um historial de marcação cerrada à Volotea em Bilbau nos últimos anos, tendo anunciado várias rotas logo depois da concorrente o fazer. Acresce ainda que Bilbau foi ainda uma das novidades da Vueling em Lisboa no Verão 2018, sendo que o sucesso dessa ligação já levou a transportadora a programar um aumento de frequências em 2019.

Com esta nova rota, o aumento estimado de capacidade da Vueling no AFSC sobe para quase 45.000 lugares adicionais no Verão 2019 (S19), o que representa um aumento de 13% relativamente à oferta da transportadora em igual período de 2018.

vy_a32s_ec-mbt
Airbus 320 da Vueling. Foto tirada por Gerry Stegmeier

Porto – Bilbau (Vueling)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jun. – – – – – – – – 7 16:15 18:30 VY 2703 Airbus 320
03 Jun. – – 1 – – – – – – 16:55 19:10 VY 2703 Airbus 320
07 Jun. – – – – – – 5 – – 20:20 22:35 VY 2703 Airbus 320
Bilbau – Porto (Vueling)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jun. – –– – – – – – – – 7 15:20 15:35 VY 2702 Airbus 320
03 Jun. – –– – 1 – – – – – – 16:00 16:15 VY 2702 Airbus 320
07 Jun. – –– – – – – – 5 – – 19:25 19:40 VY 2702 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

TAP prepara 2019 em força: abre ligações a Lyon e Munique, recupera Bruxelas, reforça Madrid e Nova Iorque

TP_B

A TAP confirmou esta semana a nova temporada de Verão 2019 a partir do aeroporto do Porto com reforços de peso. A transportadora portuguesa vai soma à lista de destinos diretos Lyon e Munique, recuperar a rota de Bruxelas e reforçar as ligações atuais a Madrid e a Nova Iorque. Para cumprir esse reforço a TAP deverá basear 3 novos aviões no Aeroporto Francisco Sá Carneiro: 1 Airbus 321LR e 2 Embraer 190

Antonoaldo Neves, presidente-executivo da TAP, já tinha avançado estas novidades há alguns meses, mas só agora foram confirmadas oficialmente, estando os horários e os bilhetes já disponíveis.

A lógica, tanto para a escolha das novas rotas como dos reforços, continua a ser a mesma que levou a companhia a recuperar as ligações a Barcelona e Milão Malpensa, bem como a abrir novas a Londres City e a Ponta Delgada: rotas com um volume de passageiros significativo, onde a TAP consegue ter vantagem ou em frequências ou em custos operacionais relativamente à concorrência. A parte operacional parece manter-se também, com os novos voos a serem organizados por forma a captar o passageiro ponto-a-ponto e a escalar o efeito hub.

tp_e190_cs-tpt
Embraer 190 da TAP. Foto tirada por Dn280

Continuar a ler TAP prepara 2019 em força: abre ligações a Lyon e Munique, recupera Bruxelas, reforça Madrid e Nova Iorque

Ryanair troca Lorient por Brest em 2019

FR_Bar

A Ryanair anunciou na semana passada uma nova ligação entre o Porto e Brest, com inicio a 2 de Abril de 2019. Serão dois voos semanais (3ªf e Sábados) em Boeing 737-800 de 189 lugares. Será a segunda vez que Brest estará disponível como destino direto no aeroporto do Porto. A primeira foi com antiga Europe Airpost, que ofereceu a rota com um voo semanal em Julho e Agosto de 2014. Recorde-se ainda que também em 2019 a Ryanair vai recuperar os voos diretos para Brive, outra das rotas da Europe Airpost.

Por contra, a companhia irlandesa vai deixar de oferecer voos diretos para Lorient já a partir de 26 de Janeiro. Tal como Brest, Lorient localiza-se na região da Bretanha, em França, e ambas distam apenas 130km. A ligação entre o Porto e Lorient foi fruto de um acordo entre as autoridades locais e a Ryanair, acordo que terminou no final de 2018 e que não foi renovado por falta de acordo das partes. As autoridades locais e o aeroporto de Lorient acreditavam que a rota já tinha atingido maturidade e não precisava de apoio adicional, argumentando ainda que o voo era praticamente usado na totalidade no sentido Lorient-Porto e que muito poucos passageiros com origem no Porto a utilizavam. Por sua vez, a Ryanair requeria a continuação do apoio como condição para a manutenção da rota.

A partir do Porto, é muitas vezes dificil perceber o que se passa nos bastidores no outro lado das rotas que tocam o AFSC, nomeadamente a nível de subsídios que as podem impulsionar numa fase inicial mas condicionar daí para a frente. Neste caso, acaba por se manter a conectividade direta entre o Porto e a Bretanha, passando os voos de Lorient para Brest, mas noutras situações a sorte pode não ser a mesma.

FR_B738_EI-DCL
Boeing 737-800 da Ryanair com a pintura especial Dreamliner. Foto tirada por EstevezR

Porto – Brest
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. – 2 – – – – – 07:20 10:00 FR 3743 Boeing 738
06 Abr. – – – – – 6 – 18:50 21:30 FR 3743 Boeing 738
Brest – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. – 2 – – – – – 10:25 11:05 FR 3744 Boeing 738
06 Abr. – – – – – 6 – 21:55 22:35 FR 3744 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Wizzair lança-se no mercado Porto-Londres em 2019, com voos para Luton

W6_B

A Wizz Air anunciou esta segunda-feira que vai incluir o Porto no seu plano de expansão a partir de Londres, com uma nova ligação para o aeroporto de Luton. O inicio dos voos está marcado para 2 de Julho de 2019, com uma frequência de 3 voos semanais (3ªf, 5ªf e Sábados) em Airbus 321.

Londres Luton será a 5ª rota da Wizz Air a partir do Porto, e a primeira para um destino na Europa Ocidental. Por sua vez, a Wizz Air será 5ª companhia aérea a explorar o corredor Porto-Londres, e a 2ª a oferecer voos a partir do aeroporto de Luton.

A capital britânica tem sido nos últimos anos o 3º principal destino do aeroporto do Francisco Sá Carneiro, tendo registado 770.000 passageiros nos últimos 12 meses, mas tem vindo a perder algum protagonismo. Apesar de ter beneficiado de aumentos de capacidade sucessivos nas últimas temporadas, os mesmos são menos expressivos em valor relativo e absoluto comparativamente às outras grands rotas. Acresce a falta de um operador capaz de usar Londres como hub de ligação, limitando a rota ao ponto-a-ponto, e não permitindo assim explorar totalmente o potencial do mercado. Resultado disso mesmo é o facto de em 2019, Londres perder o 3º posto na tabela para Madrid, que sendo um mercado menos pujante no ponto-a-ponto mais que compensa com passageiros em ligação.

Já a Wizz Air continua a ganhar quota de mercado no Porto, devendo passar este ano pela primeira vez a marca dos 100.000 passageiros. Ainda não foi confirmado se esta nova ligação vai seguir essa tendência ou se vai oferecida durante todo o ano, mas a probabilidade é que seja todo o ano. De salientar que a maior parte da operação  da Wizz Air no Porto continua muito focada no Verão e a ser quase inexistente no Inverno, pelo que acrescentar Luton durante todo o ano seria uma boa ajuda para suavizar essa tendência.

W6_LTN
Evolução da oferta da Wizz Air no Porto nas últimas temporadas de Verão, e impacto da nova ligação a Luton para S19

Porto – Londres Luton (Wizzair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jul. – – – – – 2 – 4 – 6 – 13:25 15:40 W9 8114 Airbus 321
Londes Luton – Porto (Wizzair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jul. – – – – – 2 – 4 – 6 – 10:25 12:45 W9 8113 Airbus 321

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

 

easyJet entra na rota de Bordéus em Junho 2019

U2_Bar

A easyJet anunciou na semana passada que vai começar a oferecer voos diretos entre o Porto e Bordéus, em França. A operação tem inicio a 16 de Junho de 2019, e contará com duas frequências semanais (6ªf e Domingos) em Airbus 320. Bordéus será o 17º destino direto da easyJet no Porto, sendo o 6º de/para França.

Bordéus não é um destino novo no AFSC. A ligação foi explorada por uma das filiais regionais da Air France na década passada, que mais tarde a abandonou em favor da Ryanair. A companhia irlandesa começou a voar entre as duas cidades em 2010, e desde essa altura sempre se manteve confortável com as 3 frequências semanais que continua a oferecer nos dias de hoje. Uma oferta que se revelava escassa, e que agora é corrigida com a chegada da easyJet, com voos em dias da semana até agora sem ligação direta.

França continua a ser um dos mercados onde a low-cost britânica mais tem alocado recursos e atenção. O Porto, graças à forte procura de/para França, acaba por encaixar muito bem nesse contexto e no próprio modelo de negócio da easyJet, saindo naturalmente beneficiado com mais rotas e frequências. Não por acaso, das 6 ligações diretas Porto-França que a easyJet oferece, 4 tem pelo menos 1 voo diário no Verão, sendo que apenas Bordéus e Nice (inaugurada há apenas 2 meses) não chegam a esse nível.

EZY_BOD

Porto – Bordéus (easyJet)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
16 Jun. – – – – – – 5 – 7 19:15 21:55 U2 7482 Airbus 320
Bordéus – Porto (easyJet)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
16 Jun. – –– – – – – – 5 – 7 18:00 18:40 U2 7481 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

 

Vueling amplia operação de Paris com voos para Charles de Gaulle

VY_B

A Vueling anunciou na 5ªf passada que vai ampliar a sua operação Porto-Paris com 3 voos semanais (2ªf, 4ªf e 6ªf) para o aeroporto de Charles de Gaulle. Os voos tem inicio a 1 de Abril de 2019, e vem complementar a operação diária que a transportadora tem entre o Porto e o aeroporto de Orly, também em Paris. Desta forma, a Vueling passa a ser a única companhia a oferecer serviço direto do Porto para os dois principais aeroportos de Paris.

Presente na rota Porto-Paris desde 2014, a companhia catalã teve sempre alguma dificuldade em crescer e se impor. No seu primeiro ano de operação entrou com 6 frequências semanais entre o Porto e Orly, mas com uma vontade inicial expressa de atingir, a curto prazo, os dois voos diários. Na realidade, o crescimento limitou-se a apenas um voo semanal adicional, até atingir o voo diário, e à introdução de aviões Airbus 321 em substituição dos Airbus 320.

A frequência dos voos e oferta horária é um dos fatores pelos quais os passageiros estão dispostos a pagar extra, pelo que uma oferta competitiva é fundamental, principalmente em corredores de grande volume como este. Sem oferta horária competitiva, quase que só se consegue competir em preço, o que coloca o operador numa situação de desvantagem. Por outro lado, Orly é um aeroporto onde é dificil conseguir novos slots, principalmente a horas de ponta. A nova operação para Charles de Gaulle pode assim considerar-se um compromisso entre as duas variáveis, fortalece a posição competitiva da Vueling através de mais frequências, mas obrigando à utilização de um 2º aeroporto em Paris para contornar o problema dos slots.

A capital francesa mantém-se a principal rota do aeroporto do Porto, com um volume de passageiros a rondar os 1.6 milhões de passageiros em 2018. A Vueling, por sua vez, mantém uma quota de mercado na ligação de apenas 8%, a 2ª mais baixa das 7 companhias regulares que a operam. A nível de aeroportos parisienses, o de Orly continua a cimentar a sua liderança nas ligações ao Porto com 2 de cada 3 passageiros da rota, Charles de Gaulle e Beauvais dividem o restante quase em partes iguais.

VY_A319_EC-JXJ
Airbus 319 da Vueling. Foto tirada por Roberto Gorini

Porto – Paris Charles de Gaulle (Vueling)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
01 Abr. – – 1 – 3 – 5 – – 09:00 11:15 VY 8860 Airbus 320
Paris Charles de Gaulle – Porto (Vueling)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
01 Abr. – –– – 1 – 3 – 5 – – 07:00 08:20 VY 8861 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais