CSA suspende operação direta para Praga

A Czech Airlines efectuou ontem o seu último voo desta temporada entre o Porto e Praga. A operação, inicialmente prevista até ao final de Outubro, foi encurtada por indisponibilidade de frota causada pelos problemas com os Boeing 737MAX.

A transportadora checa tinha recorrido este ano à Smartwings para operar a rota do Porto com aviões Boeing 737-800, de maior capacidade que os Airbus 319 da própria CSA e que cobriram a ligação em anos passados. No entanto, com a suspensão dos 737MAX em Março, a Smartwings ficou com 8 aviões indisponíveis para este Verão, cerca de 1/4 da sua frota total e mais do que a frota de médio curso da Czech Airlines. Parte dessa capacidade ainda foi recuperada com recurso a aviões de outras companhias, mas não foi possível cobrir a sua totalidade. A partir daí foram reduzidas e suspensas muitas frequências planeadas para este Verão, o que no caso do Porto significa a suspensão da ligação na totalidade.

A CSA voa de forma sazonal entre o Porto e Praga desde 2015. A operação, embora pequena, manteve sempre uma trajectória de crescimento. Para este Verão, a previsão era que o número de lugares disponível fosse quase o triplo dos oferecidos em 2015, tanto pela utilização de aviões de maior capacidade e como por aumento de frequências.

Evolução do nº de passageiros em voos diretos Porto-Praga da CSA. Os valores para 2019 representam uma estimativa caso a operação fosse a inicialmente anunciada (25.000) e da operação agora finalizada (5.000)

Por outro lado, embora os problemas de disponibilidade de frota sejam um forte motivo, a companhia poderia ter optado por cortar capacidade noutras ligações e/ou manter a do Porto com uma frequência mais reduzida, tentando acomodar com aviões próprios. Mesmo o volume de passageiros, embora crescendo, acabou por ficar sempre um aquém do expectável. Praga foi a primeira das rotas do AFSC para o Leste, no entanto, das seis que operaram em 2018, foi a 2ª menos movimentada. Budapeste, por exemplo, movimentou mais do dobro dos passageiros e Varsóvia o triplo. Praga é também a única das seis operada por uma companhia tradicional, o que pode explicar boa parte desse desempenho.

Fica assim a dúvida sobre o que a CSA vai fazer em 2020, se recupera a ligação, se a passa totalmente para a Smartwings ou se a abandona definitivamente. Outra possibilidade, atendendo aos dados do mercado e à dinâmica do aeroporto de Praga, seria a entrada de um novo operador, aproveitando o espaço livre para se estabelecer com mais facilidade.

Praga e a Europa de Leste mais perto a partir de Maio

bar_ok

A CSA anunciou hoje que vai começar a voar para Porto a partir do dia 22 de Maio, com voos directos para o seu hub em Praga, naquela que será a única ligação directa da companhia checa para Portugal. A conexão será efectuada 2 vezes por semana, com aviões Airbus 319 de 144 lugares, e representa uma oferta de 13.000 lugares até ao final da temporada de Verão 2015 (S15). As partidas do Porto estão marcadas para 3ªf e Sábados de manhã, enquanto as partidas de Praga estão marcadas para 2ªf e 6ªf ao fim do dia, ficando o avião a pernoitar no Francisco Sá Carneiro.

A capital da República Checa é um dos principais pontos turísticos do Velho Continente, e um destino com uma procura interessante de/para Portugal durante o Verão. É também uma das portas da Europa de Leste, um mercado difícil a partir do Porto devido à distância e à procura relativamente baixa. O facto da CSA ter uma operação para o Leste muito interessante no aeroporto de Praga, aliado aos bons horários desta rota, serão não só importantes para o sucesso destes voos mas principalmente será um bom indicador para o desenvolvimento de outros destinos na região a médio prazo.

A CSA é a companhia de bandeira Checa e membro da aliança SkyTeam. Presentemente a transportadora encontra no meio de uma profunda reestruturação interna, agravada pela situação actual do mercado Russo, tradicionalmente muito importante para a empresa. A partir de Praga voa para aproximadamente 50 cidades em 25 países, com destaque para a boa cobertura da Rússia (8 destinos directos), da Escandinávia e para a presença de destinos exóticos como Košice (Eslováquia) ou Hévíz/Balaton (Hungria).

OK_A319_OK-NEP
Airbus 319 da CSA, a espinha dorsal do médio curso da companhia checa. Foto tirada por Björn Van Brussel

Porto - Praga
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
23 Mai. ------- - 2 - - - 6 - 07:45 11:50 OK 713 Airbus 319
Praga - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
22 Mai. ------- 1 - - - 5 - - 19:40 21:55 OK 712 Airbus 319

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais