CSA suspende operação direta para Praga

A Czech Airlines efectuou ontem o seu último voo desta temporada entre o Porto e Praga. A operação, inicialmente prevista até ao final de Outubro, foi encurtada por indisponibilidade de frota causada pelos problemas com os Boeing 737MAX.

A transportadora checa tinha recorrido este ano à Smartwings para operar a rota do Porto com aviões Boeing 737-800, de maior capacidade que os Airbus 319 da própria CSA e que cobriram a ligação em anos passados. No entanto, com a suspensão dos 737MAX em Março, a Smartwings ficou com 8 aviões indisponíveis para este Verão, cerca de 1/4 da sua frota total e mais do que a frota de médio curso da Czech Airlines. Parte dessa capacidade ainda foi recuperada com recurso a aviões de outras companhias, mas não foi possível cobrir a sua totalidade. A partir daí foram reduzidas e suspensas muitas frequências planeadas para este Verão, o que no caso do Porto significa a suspensão da ligação na totalidade.

A CSA voa de forma sazonal entre o Porto e Praga desde 2015. A operação, embora pequena, manteve sempre uma trajectória de crescimento. Para este Verão, a previsão era que o número de lugares disponível fosse quase o triplo dos oferecidos em 2015, tanto pela utilização de aviões de maior capacidade e como por aumento de frequências.

Evolução do nº de passageiros em voos diretos Porto-Praga da CSA. Os valores para 2019 representam uma estimativa caso a operação fosse a inicialmente anunciada (25.000) e da operação agora finalizada (5.000)

Por outro lado, embora os problemas de disponibilidade de frota sejam um forte motivo, a companhia poderia ter optado por cortar capacidade noutras ligações e/ou manter a do Porto com uma frequência mais reduzida, tentando acomodar com aviões próprios. Mesmo o volume de passageiros, embora crescendo, acabou por ficar sempre um aquém do expectável. Praga foi a primeira das rotas do AFSC para o Leste, no entanto, das seis que operaram em 2018, foi a 2ª menos movimentada. Budapeste, por exemplo, movimentou mais do dobro dos passageiros e Varsóvia o triplo. Praga é também a única das seis operada por uma companhia tradicional, o que pode explicar boa parte desse desempenho.

Fica assim a dúvida sobre o que a CSA vai fazer em 2020, se recupera a ligação, se a passa totalmente para a Smartwings ou se a abandona definitivamente. Outra possibilidade, atendendo aos dados do mercado e à dinâmica do aeroporto de Praga, seria a entrada de um novo operador, aproveitando o espaço livre para se estabelecer com mais facilidade.

10 opiniões sobre “CSA suspende operação direta para Praga”

  1. E em Lisboa esta rota também caiu ou diminuiu as frequências? Contrariamente ao habitual, se não me engano, a rota foi lançada inicialmente no Porto é um ano depois em Lisboa.

    1. Sim, a de Lisboa também foi suspensa, estava prevista com o mesmo avião da Smartwings mas nos dias em que não operava OPO.

  2. Estes dias tinha sido falado aqui de uma hipotética base, ou mero crescimento, da Volotea no Porto. Praga é também uma cidade onde eles vão apostando noutros locais…

    Além deles a Ryanair será a mais forte candidata a assumir este lugar deixado agora vago correcto?

    1. Este ano já vamos tarde, mas sim, a Ryanair seria a candidata mais provável. Também encaixaria bem com a easyJet parece-me. A Volotea, abrindo base num dos aeroportos poderia ser uma possibilidade, e não sei até que ponto a TAP não poderia estar interessada também.

      Por outro lado, a própria CSA ou a Smartwings podem anunciar a recuperar a rota antes de que qualquer outro player se chegue à frente.

    2. Nem me lembrei da TAP, realmente faz todo o sentido.
      E se calhar até teria mais potencial para se manter o ano todo com a possibilidade de escala no Porto…

    3. Relembro que a Volotea tem code share com a TAP na rota de Bilbao, daí que seria interessante.

    4. Acho que a ano todo só com uma LCC, para a TAP poderia ser interessante no Verão. No Inverno mesmo a operação de Lisboa não é grande coisa, não me parece duplicável.

      zoficial, continuo a achar que se essa parceria com TAP / Volotea fosse aprofundada, poderia ser muito interessante para o aeroporto. Mas neste momento ainda é uma coisa muito básica, nem ligações permite.

    5. Parece-me que a Volotea esteja mais interessada em ligar as suas bases já definidas ao Porto como Veneza e Marselha

    6. Por acaso a Volotea sempre fez muitas rotas em W, não me parece impedimento. Mais importante é as rotas encaixarem no modelo deles (mercados pequenos não servidos onde eles possam operar em monopólio).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.