TAP anuncia nova reformulação da operação no Porto

A TAP anunciou uma forte reformulação da sua operação, abandonando a política de crescimento agressivo e de diversificação de mercados e adotando uma de maior contenção e foco nos destinos mais rentáveis. No caso do Sá Carneiro, isso significa pelo menos alterações em 6 dos 17 destinos diretos servidos a partir do Porto: Barcelona, Funchal, Lisboa, Londres, Madrid, Nova Iorque e São Paulo. A esses há que somar Lyon, rota que estava previsto iniciar em aproximadamente um mês, mas que vai ficar na gaveta.

Recorde-se que a transportadora nacional apresentou um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, equivalente a uma margem negativa de quase 4%. Numa altura em que as grandes companhias europeias estão a rever em baixa as suas previsões de lucro, e que os acionistas privados da TAP preparam a abertura do capital à bolsa, uma política comercial mais conservadora parece quase óbvia.

Continuar a ler TAP anuncia nova reformulação da operação no Porto

Montpellier é o novo destino da easyJet a partir de Dezembro

A easyJet anunciou hoje a abertura de uma ligação direta entre o Porto e Montpellier, no sul de França. Será o 19º destino da companhia laranja a partir do Porto, e contará com uma oferta de dois voos por semana (3ªf e Sábados). O arranque está marcado para o dia 14 de Dezembro, a tempo da quadra natalícia.

Montpellier é a 3ª maior cidade da costa mediterrânica francesa, com uma população de cerca de 600.000 pessoas na sua área metropolitana. O aeroporto é o 11º por nº de passageiros em França, e o maior sem voos para o Porto ou para Portugal.

França continua a ser um mercado de grande interesse para a easyJet, e o Porto uma das bases que tem conseguido capitalizar esse interesse. Em 2018 a low-cost britânica aumentou a oferta entre o AFSC e França em 15%, estando previsto um novo aumento de 25% este ano. Até agora a transportadora têm-se focado nas ligações aos grandes aeroportos, onde tem conseguido oferecer frequências diárias, ignorando mercados mais pequenos que poderiam ser interessantes em frequências baixas. Com Montpellier avança para esse segundo grupo, um segmento que a Ryanair tem explorado com sucesso e sem concorrência até agora.

Evolução do nº de lugares oferecidos pela easyJet entre o Porto e França (2015 - 2019). Dados: aerOPOrto
Porto - Montpellier
DeAFrequênciaPartidaChegadaNº VooAvião
14 Dez.04 Jan.- - - - - 6 -12:2515:00U2 7621Airbus 320
17 Dez.-- 2 - - - - -13:2516:00U2 7621Airbus 320
08 Fev.-- - - - - 6 -12:2515:00U2 7621Airbus 320
Montpellier - Porto
DeAFrequênciaPartidaChegadaNº VooAvião
14 Dez04 Jan.- - - - - 6 -15:3016:05U2 7622Airbus 320
17 Dez.-- 2 - - - - -16:3017:05U2 7622Airbus 320
08 Fev.- - - - - - 6 - 15:3016:05U2 7622Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Análise: Mercado espanhol bate recordes. Madrid e Barcelona concentram >85% da procura

Com um crescimento de 25% em 2018 e com a abertura de três novos destinos este ano, o espanhol é sem dúvida um dos mercados quentes do aeroporto do Porto neste momento.

Apesar da curta distância física e da proximidade económica e cultural, o mercado foi ignorado durante muitos anos, ficando praticamente restrito a voos para Madrid, Barcelona e aos habituais charters de Verão. Hoje a oferta é muito mais completa, havendo voos regulares entre o Porto e 12 destinos em Espanha, embora Madrid e Barcelona ainda concentrem o grosso da procura.

Esta é uma análise de duas partes. Na primeira olhamos para o mercado de uma forma global, caracterizando a oferta a partir do Porto e comparando-a com os restantes aeroportos da faixa atlântica. Na segunda parte a análise será destino a destino, para identificar de forma detalhada onde estão as oportunidades para o desenvolver.

Sumário

  • Mercado espanhol é atualmente o 3º maior do AFSC e um dos que mais tem crescido;
  • Madrid e Barcelona responsáveis por 86% da procura Porto-Espanha em 2018;
  • Inicio de voos diretos a Alicante, Bilbau, Málaga e Sevilha nos últimos 12 meses sinaliza foco crescente em rotas fora Madrid e Barcelona, mas frequências ainda são reduzidas;
  • Operação charter cada vez mais forte, mas sem sinergias com operadores regulares;
  • Comparação com peers regionais pouco favorável, mas demonstra margem de crescimento;

Tempo estimado de leitura: 10 min.

Continuar a ler Análise: Mercado espanhol bate recordes. Madrid e Barcelona concentram >85% da procura

CSA suspende operação direta para Praga

A Czech Airlines efectuou ontem o seu último voo desta temporada entre o Porto e Praga. A operação, inicialmente prevista até ao final de Outubro, foi encurtada por indisponibilidade de frota causada pelos problemas com os Boeing 737MAX.

A transportadora checa tinha recorrido este ano à Smartwings para operar a rota do Porto com aviões Boeing 737-800, de maior capacidade que os Airbus 319 da própria CSA e que cobriram a ligação em anos passados. No entanto, com a suspensão dos 737MAX em Março, a Smartwings ficou com 8 aviões indisponíveis para este Verão, cerca de 1/4 da sua frota total e mais do que a frota de médio curso da Czech Airlines. Parte dessa capacidade ainda foi recuperada com recurso a aviões de outras companhias, mas não foi possível cobrir a sua totalidade. A partir daí foram reduzidas e suspensas muitas frequências planeadas para este Verão, o que no caso do Porto significa a suspensão da ligação na totalidade.

A CSA voa de forma sazonal entre o Porto e Praga desde 2015. A operação, embora pequena, manteve sempre uma trajectória de crescimento. Para este Verão, a previsão era que o número de lugares disponível fosse quase o triplo dos oferecidos em 2015, tanto pela utilização de aviões de maior capacidade e como por aumento de frequências.

Evolução do nº de passageiros em voos diretos Porto-Praga da CSA. Os valores para 2019 representam uma estimativa caso a operação fosse a inicialmente anunciada (25.000) e da operação agora finalizada (5.000)

Por outro lado, embora os problemas de disponibilidade de frota sejam um forte motivo, a companhia poderia ter optado por cortar capacidade noutras ligações e/ou manter a do Porto com uma frequência mais reduzida, tentando acomodar com aviões próprios. Mesmo o volume de passageiros, embora crescendo, acabou por ficar sempre um aquém do expectável. Praga foi a primeira das rotas do AFSC para o Leste, no entanto, das seis que operaram em 2018, foi a 2ª menos movimentada. Budapeste, por exemplo, movimentou mais do dobro dos passageiros e Varsóvia o triplo. Praga é também a única das seis operada por uma companhia tradicional, o que pode explicar boa parte desse desempenho.

Fica assim a dúvida sobre o que a CSA vai fazer em 2020, se recupera a ligação, se a passa totalmente para a Smartwings ou se a abandona definitivamente. Outra possibilidade, atendendo aos dados do mercado e à dinâmica do aeroporto de Praga, seria a entrada de um novo operador, aproveitando o espaço livre para se estabelecer com mais facilidade.

Wizz Air junta-se à corrida por Viena a partir de Dezembro

A Wizz Air anunciou a entrada na ligação Porto - Viena a partir do próximo dia 18 de Dezembro. A frequência será de dois voos por semana (4ªf e Domingos), com equipamento Airbus 321 com 230 lugares.

A entrada da companhia húngara neste corredor é mais um episódio da corrida pelo mercado austríaco desencadeada pela falência do Grupo Air Berlin, e consequentemente da sua filial austríaca Niki. Juntamente com a Wizz Air, os principais actores desta corrida são a Lauda/Ryanair, a Level/IAG e a Austrian/Eurowings/LH. Até ao momento nenhum dos novos players se deu por vencido, embora sejam visíveis sinais de que a situação atual dificilmente será sustentável durante muito tempo e que alguma consolidação acabará por acontecer. No caso particular das ligações ao Porto, recorde-se que este Verão a Level já iniciou uma operação sazonal entre o AFSC e Viena, e que a Lauda já anunciou a entrada na rota a partir de Outubro. Uma situação de fragmentação algo anormal para uma rota destas características.

Juntamente com a recém inaugurada ligação para o aeroporto de Luton, em Londres, Viena é também mais uma consequência da mudança estratégica da Wizz, apostada em dedicar parte do seu crescimento a expansão na Europa Ocidental, abandonando a lógica de que todas as rotas tinham que iniciar/terminar na Europa de Leste. No AFSC, quase 4 de cada 5 lugares disponibilizados pela transportadora húngara este Inverno já serão para o bloco ocidental do continente europeu.

Porto - Viena (Wizzair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
18 Dez. - - - - - - - 3 - - - 7 09:05 13:20 W6 2876 Airbus 321
Viena - Porto (Wizzair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
18 Dez. - - - - - - - 3 - - - 7 06:00 08:25 W6 2875 Airbus 321

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Foto: Roland Bergmann

Turkish Cargo lança serviço semanal de carga para Istambul

TK_Cargo_B

A Turkish Cargo, divisão de carga da Turkish Airlines, iniciou este Domingo um serviço semanal entre o Porto e o aeroporto de Atatürk, em Istambul. A operação será um triangular Istambul - Madrid - Porto - Istambul, e está programada com equipamento Airbus 330-200F. Estes aviões, configurados para transporte exclusivo de carga, tem capacidade para 65 toneladas / 330 m³ de volume. A nova operação, juntamente com o aumento de frequências nos voos de passageiros, significa assim um aumento (em toneladas) para mais do dobro da capacidade disponibilizada pela companhia turca no Verão do ano passado.

Tal como no segmento de passageiros, também no segmento de carga os resultados têm sido animadores durante esta década. A expansão dos integrators (DHL, UPS e FedEx), combinada com um aumento da carga transportada no porão de voos regulares de passageiros têm permitido ao AFSC passar de um volume anual a rondar as 35.000 toneladas para um volume atual de cerca de 40.000 toneladas de carga anualmente. A tendência, espera-se, é que a trajetoria continue ascendente, nomeadamente com o aumento do nº de voos previstos em aviões wide-body e de operações como esta.

A Turkish Airlines chegou ao Porto no Verão de 2015, com uma operação de 4 voos semanais para o seu hub de Istambul. Quatro anos depois, esse número sobe para um máximo de 11 voos por semana, dos quais 10 correspondem aos voos de passageiros entre o AFSC e o novo aeroporto internacional de Istambul, e 1 corresponde a este novo cargueiro semanal para o antigo aeroporto de Atatürk.

Porto - Istambul Atatürk (Turkish Cargo)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equip.
12 Mai. - - - - - - - - - - - 7 10:10 17:20 TK 6125 Airbus 332F

Madrid - Porto (Turkish Cargo)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equip.
12 Mai. - - - - - - - - - - - 7 08:00 08:10 TK 6215 Airbus 332F

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Foto: Adelino Oliveira

Inicio da temporada de Verão 2019 (S19)

Com a mudança horária inicia-se também a nova temporada de Verão IATA 2019. Serão 30 semanas, desde 31 de Março até 26 de Outubro 2019, em que o Sá Carneiro vai estabelecer novos recordes na sua oferta de voos e de movimento de passageiros. Será, aliás, o 10º ano consecutivo de um ciclo expansivo sem precedentes no aeroporto, que colocou o Porto no grupo das 40 cidades da UE com maior movimento de passageiros por via aérea e consolidou a liderança do terminal no Noroeste Peninsular.

Continuar a ler Inicio da temporada de Verão 2019 (S19)

Laudamotion chega ao Porto em Outubro com voos para Viena

OE_B

A Laudamotion anunciou hoje uma nova operação direta entre o Porto e Viena, num anúncio que marca também a chegada da transportadora ao AFSC. Os voos para a capital austríaca tem inicio a 28 de Outubro, coincidindo com o começo da temporada de Inverno 2019, e serão operados com duas frequências semanais (2ªf e 6ªf) em equipamento Airbus 320.

A Laudamotion é a subsidiaria austríaca da Ryanair para os mercados de língua alemã, com uma frota de 25 aviões Airbus 320 e 321 espalhados pelas bases operacionais de Viena, Düsseldorf e Estugarda. No entanto, os planos de crescimento da companhia incluem expansão em aeroportos como Colónia, Frankfurt e Nuremberga, para onde a Ryanair voa atualmente desde o Porto, mas também para outros como Munique ou Zurique, mercados com volumes significativos de passageiros desde o AFSC mas onde a Ryanair não está presente. Apresenta-se assim uma oportunidade para uma maior presença da Laudamotion nos próximos anos, seja por transferência direta de rotas da companhia mãe, seja pela entrada em mercados até agora ignorados pela Ryanair.

A noticia chega a menos de duas semanas do inicio de operações de uma outra companhia neste corredor, a Level, também com duas frequências semanais. A companhia do grupo IAG ainda não confirmou se a ligação se vai estender à temporada baixa, mas tudo indica que será apenas sazonal este ano. Se for esse o caso, a oferta combinada da Level e da Laudamotion na rota Porto-Viena este ano ficaria na casa dos 30.000 lugares, dos quais 7.000 corresponderiam a estes novos voos. Para referência, no último ano que a ligação foi oferecida de forma direta, em 2017 pela Eurowings, a oferta ficou em 19.000 lugares.

Porto - Viena (Laudamotion)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Out. - - - - - 1 - - - - - - 18:55 23:05 OE 125 Airbus 320
01 Nov. - - - - - - - - - 5 - - 08:40 12:50 OE 125 Airbus 320
19 Dez. - - - - - - - - 4 - - - 18:00 22:10 OE 125 Airbus 320
22 Dez. - - - - - - - - - - - 7 17:45 21:55 OE 125 Airbus 320

Viena - Porto (Laudamotion)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Out. - - - - - 1 - - - - - - 16:05 18:30 OE 124 Airbus 320
01 Nov. - - - - - - - - - 5 - - 05:55 08:15 OE 124 Airbus 320
19 Dez. - - - - - - - - 4 - - 7 14:55 17:20 OE 124 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Foto: Bruck Zsanett

Ryanair lança temporada de Inverno 2019

FR_Bar

A Ryanair apresentou esta semana, em conferência de imprensa, a sua oferta para a temporada de Inverno 2019 em Portugal. Para o Porto, foram anunciadas novas ligações a Budapeste, Málaga e Toulouse, bem como uma série de ajustes em rotas já existentes. Nomeadamente, foi confirmado que as novas rotas para Alicante, Brive e Veneza Treviso serão anuais, que as ligações a Birmingham e Bremen serão prolongadas à temporada baixa e que a frequência de voos para Colónia, Frankfurt, Madrid e Londres Stansted será reforçada.

Continuar a ler Ryanair lança temporada de Inverno 2019

easyJet lança voos diretos para Málaga em Abril

U2_Bar

A easyJet anunciou mais uma nova ligação direta a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro. Os voos terão inicio já a 2 de Abril e vão ligar o Porto à cidade espanhola de Málaga quatro vezes por semana (3ªf, 4ªf, 5ªf e Sábados) em Airbus 320. Será o 18º destino direto da easyJet no AFSC.

Com o inicio dos voos para Sevilha e o anúncio de novas ligações a Bilbau e Alicante, Málaga era o último dos grandes pontos por cobrir na oferta para Espanha. A cidade andaluza é uma das principais aéreas metropolitanas do país vizinho e a porta de entrada à famosa Costa do Sol, sendo o seu aeroporto o 4º principal da Península Ibérica. É de esperar um forte componente de passageiros de lazer em ambos os sentidos, bem como algum tráfego de negócios que hoje utiliza voos com escala para fazer o trajeto (cerca de 10.000 por ano) apesar da curta distância. Será ainda previsível que a rota seja popular como forma de complementar circuitos pela península por parte de turistas de outras regiões, um perfil de passageiro que é já significativo noutras rotas como Porto-Barcelona.

A transportadora inglesa não é estranha a este tipo de rotas, tendo inclusivamente investido significativamente em algumas à partida de Lisboa nos primeiros anos da base na capital, mas com pouco sucesso. Em 2018 voltou ao conceito com a rota sazonal Porto-Ibiza, que já será reforçada este ano, e agora continua com esta nova Porto-Málaga. A seu favor terá um melhor momento económico nos dois países e o facto de ser o único operador na ligação, embora muito provavelmente acabe penalizada pela pouca antecedência de venda.

Juntamente com as restantes novidades já anunciadas, a easyJet apresenta neste momento um aumento de 10% na oferta de/para o Sá Carneiro no próximo Verão, devendo superar os 1.2 milhões de passageiros nesse período. No total de 2019, a expectativa continua a ser que supere a marca dos 2 milhões de passageiros, valor cada vez mais realista salvo grandes surpresas no último trimestre do ano.

U2_A320_OE-IJH
Airbus 320 da easyJet. Foto tirada por Fabrizio Capenti

Porto - Málaga
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. 01 Out. - 2 3 - - 6 - 13:20 15:40 U2 7587 Airbus 320
04 Abr. 25 Sep. - - - 4 - - - 12:55 15:15 U2 7587 Airbus 320
05 Out. - - - - - - 2 - - - 6 - 13:20 15:40 U2 7587 Airbus 320
-
Málaga - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Abr. 01 Out. - 2 3 - - 6 - 16:15 16:55 U2 7588 Airbus 320
04 Abr. 25 Sep. - - - 4 - - - 15:50 16:30 U2 7588 Airbus 320
05 Out. - - - - - - 2 - - - 6 - 15:50 16:30 U2 7588 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais