Ligação à Terceira retomada a 19 de Dezembro

A SATA comunicou ontem que vai converter a ligação directa entre o Porto e a Terceira em anual, a partir do próximo dia 19 de Dezembro. A rota regressa com uma frequência semanal, às quartas-feiras, operada com equipamento Airbus 320.

A des-estacionalização desta rota é uma reivindicação antiga dos Terceirenses e de todos os que se movimentam regularmente entre a Terceira e o Norte de Portugal, especialmente depois das mudanças nos horários de inverno para Ponta Delgada, e chega numa altura em que se revêem as Obrigações de Serviço Público nos Açores. A ligação melhora também a conectividade com as restantes ilhas do Grupo Central (Faial, Graciosa, Pico e São Jorge) através de uma maior oferta horária e menores tempos de ligação:

Melhor Tempo Ligação Actual Via TER. (S4 146/147) Saldo
OPO-TER 3h45 (via PDL) 2h25 -1h20
TER-OPO 3h35 (via PDL) 2h15 -1h20
SJZ-OPO 6h25 (via TER, LIS) 4h10 -2h15
OPO-GRW 6h00 (via LIS, TER) 3h40 -2h20
GRW-OPO 9h10 (via PDL, LIS) 8h40 -0h30
PIX-OPO 6h25 (via LIS) 3h35 -2h50
GRW – Graciosa;   LIS – Lisboa;   PIX – Pico;   SJZ – São Jorge ;   TER – Terceira
Fim de tarde na Terceira. Foto tirada por António Araújo

Durante a operação de verão deste ano, 4.600 passageiros utilizaram os voos directos entre o Porto e a Terceira, traduzindo-se numa ocupação média de 80%. A Terceira é actualmente a ilha açoriana com maior volume de passageiros indirectos a partir do Porto: cerca de 10.000 em 2011, via Ponta Delgada e Lisboa.

Porto – Terceira

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Dez. 27 Mar. – – 3 – – – – 13:00 14:25 S4 147 Airbus 320
03 Abr. – – 3 – – – – 13:10 14:35 S4 147 Airbus 320

Terceira – Porto

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Dez. – –– – – – 3 – – – – 15:25 18:40 S4 146 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Air Nostrum suspende 6 voos semanais entre Outubro e Fevereiro

A Air Nostrum, que opera no Porto ao serviço da Iberia, vai suspender entre 27 de Outubro e 28 de Fevereiro 6 voos semanais na ligação com o hub de Madrid

A decisão vem no segmento dos resultados da companhia espanhola, mais concretamente ao nível dos destinos finais dos passageiros desta rota. Apesar da excelente localização geográfica para captar o tráfego Porto – Europa, a Iberia não está a conseguir ser competitiva neste mercado e vem perdendo passageiros a favor de outras, como a Lufthansa. Conjugado com um aumento do volume de passageiros para mercados intercontinentais, o resultado é que os principais destinos finais encontram-se agora fora da Europa, e as alterações na operação reflectem isto: suspendem-se os IB 8726 / 8727, que servem principalmente destinos europeus, e reforça-se com 1 frequência semanal os IB8720 / 8723, que servem principalmente destinos intercontinentais.

A Air Nostrum transportou até 31 de Julho 59.819 passageiros, menos 18.966 / -24,1% do que em igual período do ano passado.

Este ano os CRK substituiram os CR9 como o equipamento standard da Air Nostrum em OPO. Foto tirada por Karl K.

Porto – Madrid (Air Nostrum)

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IB 8721
Diário 08:35 10:45 Bombardier CRK
IB 87271 Diário 12:15 14:25 Bombardier CRK
IB 8723 Diário 17:35 19:45 Bombardier CRK

Madrid – Porto (Air Nostrum)

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IB 8720 Diário 08:00 08:05 Bombardier CRK
IB 87261 Diário 11:35 11:40 Bombardier CRK
IB 8722
Diário 17:00 17:05 Bombardier CRK

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

1 : Suspenso de 27 de Outubro a 28 de Fevereiro

As horas são locais

Air Berlin corta em Portugal e não opera no Porto em W12

A Air Berlin não vai operar durante a próxima temporada de inverno a ligação entre o Porto e Palma de Maiorca. A 2ª companhia alemã em termos de passageiros transportados já tinha avisado em 2011 que sem apoios das entidades turísticas reduziria a sua presença em Portugal. A ameaça cumpre-se assim este ano, com o cancelamento durante o inverno das rotas de Porto e Lisboa, bem como redução de voos para Faro.

No que toca ao Francisco Sá Carneiro, perdem-se 2 frequencias semanais, com resultados manifestamente fracos durante o inverno passado (W11): cerca de 11.000 passageiros em 5 meses e uma ocupação média inferior a 60% durante esse período.

A Air Berlin vem apresentando prejuízos desde 2008 e prepara-se agora para vender 8 aviões. Foto tirada por Bastian Lahn

Infelizmente esta decisão, mais do que previsível é lógica: ao contrário da maioria das ligações Palma – Espanha (Península), Porto – Palma de Maiorca não desfruta nem de um volume de passageiros O&D significativo no inverno nem da falta de concorrência directa e indirecta a países como Alemanha, Suíça ou Dinamarca.

Voos diários para os Açores continuam no Inverno

A SATA vai voar diariamente entre o Porto e os Açores também durante a próxima temporada de Inverno (W12), mais concretamente para o hub de Ponta Delgada. O aumento para voo diário representa um acréscimo de 3 frequencias semanais (terças, quintas e domingos) relativamente a W11, traduzindo-se num aumento da atractividade da rota e consequentemente numa melhoria do serviço prestado. Será possível, por exemplo, fazer escapadas de fim-de-semana em ambos extremos da rota.

No entanto, apesar de teoricamente estas frequencias representarem um aumento de quase 1.000 lugares semanais, na prática o aumento será mais moderado. Isto porque na próxima temporada (W12) vão operar pela 1ª vez as rotas de Copenhaga e Munique, cada uma com 2 frequencias semanais, estando uma parte dos lugares reservado para os trajectos Açores – Europa e vice-versa.

A SATA continua a reforçar a sua presença no AFSC. Foto tirada por Carlos Seabra

Porto – Ponta Delgada

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
24 Set. 1 – 3 – – – – 12:35 13:55 S4 171 Airbus 320
01 Out. 22 Out. 1 – – – – – – 21:05 22:25 S4 5571 Airbus 320
23 Out. – 2 – – – – – 20:25 21:45 S4 5561 Airbus 320
25 Out. – – – 4 – – – 20:00 21:20 S4 5571 Airbus 320
27 Out. – – – – – 6 – 19:15 20:35 S4 5561 Airbus 320
29 Out. 1 – – 4 – – – 21:05 22:25 S4 5571 Airbus 320
30 Out. – 2 – – – 6 – 20:20 21:40 S4 5561 Airbus 320
1 Out. – – 3 – – – – 12:35 13:55 S4 171 Airbus 320
– – – – 5 – 7 22:00 23:20 S4 175 Airbus 320

Ponta Delgada – Porto

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
24 Set. 1 – 3 – – – – 08:35 11:45 S4 170 Airbus 320
01 Out. 22 Out. 1 – – – – – – 08:35 11:45 S4 5570 Airbus 320
23 Out. – 2 – – – – – 08:35 11:45 S4 5560 Airbus 320
25 Out. – – – 4 – – – 07:30 10:40 S4 5570 Airbus 320
27 Out. – – – – – 6 – 07:30 10:40 S4 5560 Airbus 320
29 Out. 1 – – 4 – – – 08:35 11:45 S4 5570 Airbus 320
30 Out. – 2 – – – 6 – 08:35 11:45 S4 5560 Airbus 320
1 Out. – – 3 – – – – 08:35 11:45 S4 170 Airbus 320
– – – – 5 – 7 18:00 21:10 S4 174 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Transavia já vende voos de Inverno para Nantes

A Transavia France já colocou à venda os bilhetes para as frequencias de inverno da rota de Nantes, que deixará de ser sazonal este ano. A ligação terá 1 frequência semanal, aos sábados, e será operada por equipamento Boeing 737-800 com 186 lugares. A continuação para o Funchal está assegurada, passando a ligação nacional a contar com 4 frequencias semanais.

A decisão da companhia do Grupo Air France-KLM reflecte principalmente os bons resultados obtidos desde o inicio da operação e o constante crescimento da mesma. Em 2011, a linha de Nantes registou mais de 18.000 passageiros e uma ocupação média de 88%. Este ano, no período compreendido entre Janeiro e Julho, 153.755 passageiros com origem/destino Porto viajaram com a Transavia, mais 25.000 (+19,5%) que em igual período de 2011.

Desembarque a pé de um Boeing 737-800 da Transavia France

Porto – Nantes

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
09 Abr. 22 Out. 1 – – – – – – 21:00 23:35 TO 3965 Boeing 738
13 Abr. 26 Out. – – – – 5 – – 19:35 22:10 TO 3965 Boeing 738
29 Out. 05 Nov. 1 – – – 5 – – 18:40 21:20 TO 3965 Boeing 738
10 Nov. 30 Mar. – – – – – 6 – 12:45 15:25 TO 3965 Boeing 738

Nantes – Porto

De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
09 Abr. 22 Out. 1 – – – – – – 14:45 15:25 TO 3964 Boeing 738
13 Abr. 26 Out. – – – – 5 – – 13:20 13:55 TO 3964 Boeing 738
29 Out. 05 Nov. 1 – – – 5 – – 12:20 12:55 TO 3964 Boeing 738
10 Nov. 30 Mar. – – – – – 6 – 06:30 07:05 TO 3964 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

Novas Frequências                     As horas são locais

Ryanair reduz risco e aposta em mercados mais sólidos

A Ryanair prepara-se para reduzir a sua capacidade nas rotas espanholas e italianas que opera no Francisco Sá Carneiro durante a próxima temporada de inverno (W12).

O mercado mais afectado será o espanhol, com menos 4.000 lugares semanais (-28%). Das 4 rotas para Espanha que a Ryanair operou na temporada de inverno 2011 (W11), 3 vão sofrer cortes de frequencias e 1 não será operada. Quase metade desta fatia corresponde à ligação com a capital espanhola, Madrid, que perde 5 frequencias semanais, seguindo-se Barcelona com menos 3 e Valência com menos 1. A rota de Tenerife (Sul), à semelhança do que aconteceu no ano passado com a de Las Palmas, não será operada durante a próxima temporada.

A low-cost irlandesa responsabiliza as subidas das taxas nos aeroportos da rede AENA, principalmente em Madrid e Barcelona, e o desacordo com o Governo Canário, no caso da ligação com Tenerife, pelos cortes nas rotas com o país vizinho. No entanto, e embora estes argumentos também tenham contribuido, a degradação das condições macroeconómicas, o desempenho destas ligações no passado e a previsível quebra de receitas foram fundamentais na hora de decidir os cortes. Estas condições também se verificam no mercado italiano e estão na base dos cortes no mesmo.

Dois Boeing da Ryanair em Charleroi. Foto tirada por Radu Dobrescu

No caso do Porto, é notória a intenção de transferir a capacidade atribuída aos mercados espanhol e italiano para outros mais sólidos como o francês e o alemão, que por contarem com uma maior proporção de tráfego emissor e de negócios, ambos em crescimento, resistem muito bem aos efeitos da crise. Por isso mesmo, a Ryanair prevê continuar a operar a recém-inaugurada ligação com Dole, voltar a operar Bremen no inverno e reforçar rotas como Tours e Bruxelas (Charleroi).

Brussels Airlines é baixa para o Inverno

A Brussels Airlines vai deixar de voar para o Porto com equipamento próprio durante a próxima temporada de Inverno, tornando assim a sua operação sazonal. A companhia belga tem reduzido bastante a sua operação europeia, focando-se cada vez mais no mercado africano e no longo-curso para compensar as perdas das rotas do velho continente, e é neste contexto que o corte se enquadra.

Apesar de ter vindo a crescer quase continuamente nos últimos anos, tanto em termos de passageiros como de ocupações, a Brussels nunca se conseguiu afirmar realmente durante o Inverno. Ocupações médias ligeiramente superiores a 60% e poucas frequencias comparativamente à concorrência durante o inverno, contrastam com voos diários e ocupações próximas a 80% durante o verão, dados que ajudam a explicar a decisão de tornar estes voos sazonais. O phase-out dos Boeing 737 que operavam a rota, o elevado custo do combustível, a presença de uma companhia da Star Alliance na rota e a actual conjuntura económica são os ingredientes que complementam esta receita.

Os B737 da Brussels serão totalmente substitutos por A32X até ao final do ano. Foto tirada por Carlos Seabra

Continuará a ser possível reservar bilhetes com código SN, tanto para Bruxelas como para outros destinos da rede Brussels Airlines, aproveitando os voos diários da TAP entre o Francisco Sá Carneiro e a capital europeia. Neste momento a transportadora portuguesa não tem previsto nenhum reforço de capacidade, embora não seja de descartar alguma troca de equipamento em parte das frequencias, por forma a captar os 15.000 passageiros que usaram esta ligação em W11.