Air Europa com voos para as Baleares no Verão

UX

A Air Europa iniciou esta semana a comercialização de mais 2 rotas a partir do aeroporto do Porto. Para além de Madrid, a transportadora espanhola vai oferecer também Menorca e Palma de Maiorca. Os voos tem inicio marcado para 19 de Junho e prolongam-se até 11 de Setembro, todas as 6ªf, com uma frequência semanal operada por aviões Boeing 737-800.

Tal como a operação de Madrid emula aquela que a companhia tem em aeroportos espanhóis com um perfil de tráfego similar ao nosso, também os voos para as Baleares são um complemento “clássico” nesses mesmos aeroportos. Isto acontece porque o grupo a quem a Air Europa pertence, a Globalia, ao ser uma das mais importantes empresas do sector turístico na Península Ibérica consegue utilizar a sua rede para comercializar este tipo de voos. Em Portugal estão representados pela Travelplan e pela Halcon Viagens.

Com uma oferta de 50.582 novos lugares durante a próxima temporada de Verão (S15), ou cerca de 6% da nova capacidade, a Air Europa tem sido uma das companhias mais agressivas do AFSC no que toca a crescimento. Cada uma destas rotas representa uma oferta de 4.836 lugares, enquanto Madrid representa os restantes 40.910.

UX_B738_EC-LXV
Boeing 738 da Air Europa. Foto tirada por Siegi N
Porto – Menorca (Air Europa)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Jun. 11 Set. – – – – 5 – – 15:40 18:30 UX 1312 Boeing 738
Menorca – Porto (Air Europa)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Jun. 11 Set. – – – – 5 – – 19:20 20:20 UX 1311 Boeing 738

Porto – Palma de Maiorca (Air Europa)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Jun. 11 Set. – – – – 5 – – 21:10 23:50 UX 1330 Boeing 738
Palma de Maiorca – Porto (Air Europa)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Jun. 11 Set. – – – – 5 – – 14:05 14:50 UX 1331 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais

Actualização 29 Abril: A Air Europa desistiu dos voos para Tenerife, comercializando os charters semanais da Evelop/Orbest em seu lugar

Air Berlin corta em Portugal e não opera no Porto em W12

A Air Berlin não vai operar durante a próxima temporada de inverno a ligação entre o Porto e Palma de Maiorca. A 2ª companhia alemã em termos de passageiros transportados já tinha avisado em 2011 que sem apoios das entidades turísticas reduziria a sua presença em Portugal. A ameaça cumpre-se assim este ano, com o cancelamento durante o inverno das rotas de Porto e Lisboa, bem como redução de voos para Faro.

No que toca ao Francisco Sá Carneiro, perdem-se 2 frequencias semanais, com resultados manifestamente fracos durante o inverno passado (W11): cerca de 11.000 passageiros em 5 meses e uma ocupação média inferior a 60% durante esse período.

A Air Berlin vem apresentando prejuízos desde 2008 e prepara-se agora para vender 8 aviões. Foto tirada por Bastian Lahn

Infelizmente esta decisão, mais do que previsível é lógica: ao contrário da maioria das ligações Palma – Espanha (Península), Porto – Palma de Maiorca não desfruta nem de um volume de passageiros O&D significativo no inverno nem da falta de concorrência directa e indirecta a países como Alemanha, Suíça ou Dinamarca.

Programação de Verão da Orbest já se encontra à venda

A Orbest já tem à venda no seu site os bilhetes para a próxima temporada. Palma de Maiorca, Tenerife e Menorca são mais uma vez os destinos que a companhia espanhola vai operar no Porto. Apesar de estar sujeita a alterações, neste momento a programação para as 3 ligações contempla 1 frequência semanal para cada, e uma operação exclusiva com aviões Airbus 320, configurados com 180 lugares.

A Orbest vai operar também voos para Oudja / Saïdia em Marrocos, às quartas-feiras, mas estes voos serão operados exclusivamente em regime charter, e portanto só poderão ser adquiridos juntamente com pacotes turísticos.

Palma de Maiorca é a 1a rota a arrancar, logo a 5 de Junho, e estendendo-se até 11 de Setembro. É também a única das 3 que vai sofrer cortes de frequencias, passando de 2xw nos meses de Julho e Agosto para apenas 1xw. E como se não bastasse, a data do último voo está marcada 3 semanas antes do que em 2011. A ligação terá a concorrência dos voos regulares da Air Berlin e da Ryanair.

Porto – Palma de Maiorca

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8585 – 2 – – – – – 13:40 16:15 Airbus 320

Palma de Maiorca – Porto

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8586 – 2 – – – – – 12:00 12:50 Airbus 320

À semelhança de Palma, também Tenerife (Sul) vai terminar mais cedo. Os voos tem inicio a 7 de Julho e fim a 4 de Setembro, o que faz desta a ligação com menos operações das 3. A concorrência directa do sector regular estará assegurada pela Ryanair.

Porto – Tenerife (Sul)

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8187 – 2 – – – – – 23:25 01:55(+1) Airbus 320

Tenerife (Sul) – Porto

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8188 – 2 – – – – – 20:10 22:35 Airbus 320

Menorca, que continua a ser uma rota exclusiva da Orbest, parece ser a grande aposta para este verão. Os voos iniciam a 20 de Junho, 2 semanas antes do que em 2011, e terminam a 19 de Setembro, estando programadas um total de 28 operações. No ano passado esta rota foi utilizada por 2.950 passageiros, ocupando 75% da capacidade disponível.

Porto – Menorca

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8783 – – 3 – – – – 19:50 22:30 Airbus 320

Menorca – Porto

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
IWD 8784 – – 3 – – – – 12:55 13:45 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

A320 da Orbest, com a nova imagem corporativa. Foto tirada por Daniel Villa León

Ryanair entra na rota de Palma de Maiorca: 3xw

Michael O’Leary, CEO da Ryanair, anunciou hoje a abertura da 34ª rota directa da companhia que dirige no Porto: Palma de Maiorca. A ligação terá inicio a 2 de Maio de 2012 e contará com 3 frequencias semanais (quartas-feiras, sextas-feiras e domingos) operadas com os insuspeitos Boeing 737-800 de 189 lugares. “O Porto conta agora com 6 destinos para o país vizinho e os Portugueses têm a oportunidade de conhecer uma das paradisíacas Ilhas Baleares. Palma de Maiorca é o destino perfeito de sol e praia tanto para férias em família ou férias a dois”, diz Daniel de Carvalho, director de comunicação da Ryanair, mostrando claramente qual será o público-alvo desta rota.

Serão introduzidos pela transportadora irlandesa 1.134 lugares por semana, em concorrência directa com os 2.600 gerados pela ligação diária da Air Berlin, num aumento de capacidade cifrado em 44% (excluindo voos charter).
A situação da Air Berlin no Porto é relativamente sólida no Verão (80% de ocupação média entre Abril e Outubro de 2011, apoio de grande parte dos operadores turísticos e conexões em PMI) mas bastante frágil no Inverno. O tráfego ponto-a-ponto entre o Porto e Maiorca é fraco durante essa altura, o que aliado à baixíssima competitividade do hub criado naquele aeroporto e à possível manutenção dos voos Ryanair pode levar a companhia alemã a tornar a operação do Porto sazonal. A bola está agora nas mãos da Air Berlin.
A Ryanair será a sombra da Air Berlin a partir de Maio. Foto tirada por Daniel Nicholson

Porto – Palma de Maiorca

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
FR 7802 – – – 4 – 6 – 14:15 16:55 Boeing 737-800
FR 7802 1 – – – – – – 21:00 23:40 Boeing 737-800

Palma de Maiorca – Porto

Nº voo Frequência Partida Chegada Equipamento
FR 7801 – – – 4 – 6 – 13:00 13:50 Boeing 737-800
FR 7801 1 – – – – – – 19:45 20:35 Boeing 737-800

__________________________________________________________________

1-Segunda-feira   2-Terça-feira   3-Quarta-feira   4-Quinta-feira   5-Sexta-feira   6-Sábado   7- Domingo

As horas são locais

Programação de Inverno da Air Berlin / Niki

Uma das companhias mais destacadas deste ano embora pela negativa, a Air Berlin já concluiu os ajustes à sua programação de Inverno (W11) no Porto, resultando uma redução da já pequena operação para Palma da Maiorca para mínimos. A programação pode ser dividida em duas fases: 2011 e 2012.

Durante o período de W11 de 2011, a Air Berlin vai passar a operativa para as mãos da Niki, ao mesmo tempo que reduz para duas frequências semanais os voos entre Porto e Palma de Maiorca. A esta redução de 50% de frequências, há ainda que juntar a utilização de aviões A319 e A320, o que no total produz uma redução no número de lugares bastante significativa:

              Horário                                 Dias de operação*

HG7784 – 14:45 PMI – 15:30 OPO                  1 – 4          _

HG7785 – 16:15 OPO – 18:55 PMI                  1 – 4          _

A partir de 1 de Janeiro de 2012, a Air Berlin volta a tomar conta da linha, aumentando gradualmente o número de frequências semanais de 2 para 4, ficando a programação aproximadamente igual à temporada W10:

              Horário                                 Dias de operação*

AB7784 – 14:45 PMI – 15:30 OPO                 1 – 2 (¹) – 4 – 6 (²)

AB7785 – 16:15 OPO – 18:55 PMI                  1 – 2 (¹) – 4 – 6 (²)

² – a partir de 3 de Fevereiro

 ¹ – a partir de 20 de Fevereiro

1- Domingo  2- Segunda-feira  3- Terça-feira  4- Quarta-feira  5-Quinta-feira  6-Sexta-feira  7-Sábado

A319 da companhia austriaca Niki. Foto tirada por Danijel Jovanovic

A Air Berlin tem sido castigada nos principais aeroportos portugueses pela inércia do seu departamento Ibérico face ao mercado, o que aliado a uma ocupação média (PMI-OPO-PMI) na temporada de Inverno 2010 inferior a 50% e às dificuldades da empresa no seu todo levam a que estes cortes fossem mais que esperados.

Air Berlin critica ausência de promoção de Portugal na Alemanha e ameaça cancelar a rota do Porto

Em conferencia de imprensa, Pablo Caspers, subdirector da airberlin para Portugal e Espanha, apresentou os números da companhia alemã registados pela companhia durante a presente temporada (até 7 de Maio). Nos 3 aeroportos do continente onde opera, todos apresentaram quebras no número de passageiros.

Considerando isto, o caso da ligação Porto-Palma de Maiorca é o mais grave. A companhia perdeu desde o principio deste ano -43,7% dos seus passageiros, e -16,8% durante Abril. Quebra esta que está proporcionalmente ligada ao corte brutal de frequencias que vem sendo feito desde Outubro de 2010, sendo que em 2011 o corte situa-se nos -43,2% e em Abril nos -24,3%.

Pablo Caspers atribui esta quebra à falta de procura do mercado alemão, devido à inexistência de acções de promoção turística promovidas pelo Turismo de Portugal. Neste sentido, o subdirector da airberlin para Portugal e Espanha admite que “a rota pode desaparecer algum dia se o Porto não criar procura” e que esta “a tentar falar com o Turismo de Portugal para explicar a situação e evitar fechá-la [rota Porto – Palma de Maiorca]”. Para colmatar esta falha, sugere um trabalho conjunto de promoção turística entre a empresa e os actores turísticos da região, como os empresários de hotelaria, para “aproveitar-se dos alemães que são campeões do mundo em viajar”. Para terminar, sublinhou ainda a vontade de fazer a ligação funcionar “Voamos porque queremos o trajecto mas não temos apoios e só queremos criar procura”.

A Air Berlim é a maior companhia no aeroporto Son Sant Joan de Palma de Maiorca, onde montou um hub entre a Peninsula Iberica e o norte da Europa, especialmente a Alemanha

Este blog, no entanto, faz uma outra análise e considera que esta queda generalizada se deve à pouca competitividade do hub de Palma de Maiorca nas deslocações Alemanha – Portugal continental, e no caso específico do Porto, também à redução brutal de frequencias.

1. Fraca competitividade do hub de Palma de Maiorca

O hub de PMI é uma solução muito interessante para transportar passageiros entre a Alemanha e Espanha. As relações entre a ilha e as principais cidades espanholas é óbvia, permitindo um número de passageiros ponto-a-ponto suficientemente grande para sustentar boas frequencias. A isto soma-se a grande falta de ligações dessas mesmas cidades ao norte da Europa sem passar por Madrid e uma concorrência fraca ou inexistente, o que resulta em resultados muito positivos. No caso português, os 3 aeroportos do continente contam com a presença da Lufthansa, que assegura voos directos para a Alemanha com um maior número de frequencias, aviões de maior capacidade e uma rede invejável a partir dos seus hubs. No AFSC, a Lufthansa mostrou-se recentemente muito satisfeita com a sua rota OPO-FRA classificando-a como a que tem registado o desenvolvimento mais positivo de todas as rotas portuguesas. Recorrendo mais uma vez ao exemplo espanhol, verifica-se que em todas as cidades onde a Lufthansa e a Air Berlim competem, a segunda tem pelo menos uma ligação directa com um dos seus hubs no centro da Europa:

Barcelona – Berlim, Düsseldorf, Hamburgo, e Estugarda;
Bilbao – Düsseldorf;
Madrid – Viena;
Málaga – Berlim, Colónia, Düsseldorf, Hamburgo, Hanôver, Munster, Munique, Estugarda e Zurique;
Valencia – Colónia e Viena

Para além da Lufthansa, a Ryanair tem vindo a apostar pelo mercado alemão, explorando 5 rotas directas entre o Porto e a Alemanha.

2. A retirada silenciosa da Air Berlim – análise dos resultados no Porto

Para facilitar a leitura dos dados, apresentam-se duas grupos de gráficos: um sobre os resultados anuais de 2008 a 2010, e o segundo sobre os de 2010 e 2011.

Estatística dos passageiros da Air Berlim no Porto entre 2008 a 2010
Estatística dos movimentos da Air Berlim no Porto entre 2008 a 2010
Média de passageiros por voo da Air Berlim no Porto entre 2008 a 2010
Comparação dos dados de passageiros, movimentos e ocupação média

Aqui é possível verificar que a tal procura que a Air Berlim se queixa de não existir devido à falta de promoção do destino, já existiu durante uma certa altura, sendo que o ano passado até registou uma subida de passageiros de 1,9% perante um corte de 6,4% nas frequencias, tendo ficado com uma média de 133 passageiros por voo, o equivalente a 87% em A319 ou 76% em A320.

Estatística dos passageiros da Air Berlim no Porto entre Abril 2010 e Abril de 2011
Estatística dos passageiros da Air Berlim no Porto no primeiro quadrimestre de 2010 e 2011
Estatística dos movimentos da Air Berlim no Porto entre Abril 2010 e Abril de 2011
Estatística dos movimentos da Air Berlim no Porto no primeiro quadrimestre de 2010 e 2011
Estatística da ocupação da Air Berlim no Porto entre Abril 2010 e Abril de 2011
Estatística da ocupação da Air Berlim no Porto no primeiro quadrimestre de 2010 e 2011

Comparando o primeiro quadrimestre deste ano com o de 2010, os dados são claros: houve uma clara diminuição dos movimentos e consequentemente, uma queda proporcional dos passageiros, tendo a ocupação mensal aumentado significativamente, ainda que a ocupação anual continue em níveis baixos.

3. Rotas potencais: a solução?

Atendendo a todos estes factores, acredito que a Air Berlim ainda pode ter um papel muito importante no Francisco Sá Carneiro. A reputação que possui na Alemanha, a relação qualidade/preço, a futura entrada na aliança Oneworld, e o impulso que poderá representar para o novo aeroporto de Berlim Brandenburg (BBI) como grande hub, demonstram o potencial que ainda pode ser explorado. A solução passa, na minha opinião, pela exploração das várias oportunidades de rotas directas à Alemanha referenciadas, como Berlim, Hamburgo ou Munique. A exploração destas três rotas, segundo a ANA, movimentaria cerca de 110.000 passageiros anuais,  sendo uma boa fatia passageiros de negócio.

Orbest torna-se uma companhia regular e passa a vender voos para Menorca, Palma de Maiorca e Tenerife

Com a decisão de unificar as duas marcas do Grupo Orizona, a espanhola Iberworld e a portuguesa Orbest, criando uma nova imagem e mantendo o nome da filial portuguesa, a Orizona decidiu também abrir ao público a venda de cerca de 5 a 10% da capacidade das suas rotas, aproveitando os lugares que não são vendidos pelos operadores turísticos. Desta forma, também as operações a partir do Porto serão afectadas. Durante este verão estão programados voos entre o AFSC e as ilhas espanholas Menorca, Palma de Maiorca e Tenerife.

Os voos para Menorca realizam-se 6 de Julho a 14 de Setembro , com 1 frequência semanal, e é das três ligações a única que não dispõe de voos regulares actualmente.

IWD327 – 09:10 MAH – 10:00 OPO

IWD328 – 10:50 OPO – 13:30 MAH

Palma de Maiorca efectua-se às Segundas e Sábados entre 6 de Junho e 26 de Setembro. A frequência de Sábado apenas se efectua de 2 de Julho a 10 de Setembro, havendo nesta altura uma alteração nos horários de Segunda. Palma de Maiorca é uma rota operada todo o ano pela Air Berlim (diariamente no verão), contando também com várias operações charter.

De  6 a 20 de Junho:

IWD323 – 19:20 PMI – 20:10 OPO

IWD324 – 21:00 OPO – 23:35 PMI
De 27 de Junho a 26 Setembro
2ª                                                                                  Sábado

IWD323 – 12:00 PMI – 12:50 OPO                    IWD323 – 21:45 PMI – 22:35 OPO

IWD324 – 13:50 OPO – 16:25 PMI                     IWD324 – 23:35 OPO – 02:10 PMI

Por fim, a ligação com Tenerife começa dia 4 de Junho e acaba a 24 de Setembro, com uma frequência semanal aos Sábados. Na rota de Tenerife, também opera a Ryanair com 2 ligações semanais, bem como algumas charter como a White. As reservas para estes voos podem ser feitas no novo site da empresa, http://www.orbest.com/

IWS321 – 18:15 TFS – 20:40 OPO

IWD322 – 21:40 OPO – 00:10 TFS

Imagem das futuras cores da Orbest no modelo A320 que será utilizado nas rotas à partida do Porto

Durante o ano passado, a Iberworld obteve um load factor médio de 89% nos seus voos entre Junho e Setembro (82% em Junho, 89% em Julho, 96% em Agosto e 86% em Setembro), transportando 13.337 passageiros em 83 movimentos. De lembrar também, que durante o ano passado, Palma de Maiorca e Tenerife foram, respectivamente, o segundo e terceiro maiores destinos não regulares desde o Porto. Tal como em anos anteriores, estes voos serão operados com aviões Airbus A320 com 180 lugares.