Michael O’Leary apresenta programação de Inverno da Ryanair com novas rotas e reforços de rotas existentes

FR_Bar

No passado mês de Fevereiro, em conferência de imprensa sobre a programação de Inverno da Ryanair para Portugal, Michael O’Leary anunciou que a operação no Porto será novamente reforçada com vista a atingir um movimento de 4.4 milhões de passageiros no AFSC em 2018. Para além da já anunciada ligação direta a Sevilha, o CEO confirmou ainda Cagliari, em Itália, e o regresso de Marraquexe, em Marrocos (operada pela última vez em 2012). Tanto Cagliari como Marraquexe contarão com 2 frequências semanais, que se encontram agora disponíveis para venda no site da Ryanair.

A nível de rotas existentes, foi mencionado que Bolonha, Düsseldorf – Weeze e Lile voltam a operar durante todo o ano, aplicando-se o mesmo às ligações a Malta e Manchester, ainda por estrear. Também foi referido que a ligação ao Luxemburgo passará a efetuar-se diariamente. Nenhum ajuste negativo foi anunciado, algo habitual neste tipo de eventos, embora se saiba que os voos para Frankfurt – Hahn serão descontinuados.

FR_B738_EI-DPV
Dois Boeing 737-800 da Ryanair em Charleroi. Foto tirada por Radu Dobrescu

Os voos para Cagliari terão inicio a 29 de Outubro e serão efetuados às 2ªf e 6ªf. Cagliari é o principal aeroporto da ilha italiana da Sardenha, um destino até agora inexistente em voo regular a partir de Portugal. Será o 6º destino italiano da Ryanair a partir do Porto, juntando-se a Bolonha, Milão – Bergamo, Milão – Malpensa, Nápoles e Roma – Ciampino.

Porto – Cagliari
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. – – 1 – – – 5 – – 06:00 09:30 FR 5860 Boeing 738
Cagliari – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. – –– – 1 – – – 5 – – 09:55 11:25 FR 5861 Boeing 738
Por sua vez, Marrakexe tem inicio a 28 de Outubro e os voos estão programados às 5ªf e Domingos. Será a segunda vez que a Ryanair opera esta rota a partir do Porto, a primeira foi entre Novembro de 2010 e Março de 2012, também com 2 frequências semanais mas com resultados operacionais muito pobres (ver: Ryanair cancela Marrakexe). O mercado cresceu desde então e as circunstancias também são outras, pelo que faz sentido olhar outra vez para esta rota. Casablanca, atualmente a única ligação entre o AFSC e Marrocos (operada pela Royal Air Maroc), também foi operada no inicio da década com resultados fracos mas regressou recentemente com números muito positivos.
Porto – Marrakexe
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Out. – – – – – – – – 7 06:25 08:25 FR 6052 Boeing 738
01 Nov. – – – – – 4 – – – 17:00 19:00 FR 6052 Boeing 738
Marrakexe – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Out. – –– – – – – – – – 7 08:50 10:50 FR 6053 Boeing 738
01 Nov. – –– – – – – 4 – – – 19:25 21:25 FR 6053 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Ryanair anuncia Sevilha em voo direto a partir de Outubro

FR_Bar

A Ryanair anunciou que vai começar a voar entre o Porto e Sevilha de forma regular,  naquela que será a 7ª ligação direta da companhia entre o Porto e Espanha. Os voos ainda não se encontram à venda e poucos detalhes foram avançados, sabendo-se apenas que a operação terá 3 frequências semanais e inicio em Outubro deste ano.

A falta de ligações diretas entre o AFSC e Espanha é um dos pontos fracos mais flagrantes do aeroporto, principalmente no que toca a cobertura territorial. Dos 6 grandes mercados do aeroporto do Porto, a cobertura territorial do mercado espanhol é mesmo a pior, e com grande margem, apesar de Espanha ser uma das economias mais próximas da portuguesa, um dos maiores emissores de turistas para o nosso país e ao mesmo tempo dos maiores receptores de turistas portugueses.

Para lá da cobertura territorial, acrescem duas outras circunstancias de particular interesse para o desenvolvimento deste mercado. Por um lado, a curta distância e a popularidade dos destinos faz com que sejam importantes rotas para alimentar ligações via Porto, neste caso com a Ryanair. Por outro, são as rotas onde há maior margem para aumentar a influência do Francisco Sá Carneiro na Galiza, nomeadamente nas áreas mais próximas da fronteira.

Sevilha é uma das maiores cidades de Espanha e também uma das mais turísticas, pelo que será de esperar um fluxo de passageiros misto entre portugueses, espanhóis e turistas estrangeiros em circuito pela Península Ibérica. Supondo uma operação anual nos mesmos moldes do Inverno, a ligação deverá movimentar algo mais de 50.000 passageiros. Já o mercado Porto-Espanha, tendo como base a programação das companhias aéreas à data de hoje, deve situar-se entre os 1.6 e os 1.7 milhões de passageiros em 2018, quase 30% acima do registado em 2017.

FR_B738_EI-EKH
Foto tirada por Rainer Bexten
Porto – Sevilha
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. 1 – – – – – – 13:40 16:00 FR 6823 Boeing 738
31 Out. – – 3 – – – – 21:10 23:30 FR 6823 Boeing 738
02 Nov. – – – – 5 – – 18:50 21:10 FR 6823 Boeing 738
Sevilha – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. 1 – – – – – – 12:55 13:15 FR 6822 Boeing 738
31 Out. – – 3 – – – – 20:25 20:45 FR 6822 Boeing 738
02 Nov. – – – – 5 – – 18:05 18:25 FR 6822 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Manchester recupera 2º operador com entrada da Ryanair em Junho

FR_Bar

A Ryanair anunciou hoje que vai iniciar operações na rota Porto-Manchester a partir do dia 2 de Junho, com 3 frequências semanais (3ªf, 5ªf e Sábados) operadas com aviões Boeing 737-800. Será a 5ª rota direta operada pela transportadora entre o Porto e o Reino Unido, juntamente com Birmingham, Edimburgo, Liverpool e Londres (Stansted), numa oferta de quase meio milhão de lugares anuais.

Manchester foi uma das 3 rotas do AFSC que sofreu com a saída forçada da Monarch, depois da empresa ter declarado falência em Outubro de 2017. A transportadora ofereceu quase 30.000 lugares entre o Porto e Manchester em 2017, que se somaram aos 40.000 oferecidos pela easyJet. Para este ano, a oferta da Ryanair andará entre os 25.000 e os 35.000 lugares, dependendo da continuidade no Inverno, enquanto a easyJet mantém a sua programação inalterada.

Com cerca de 70.000 passageiros em 2017 um crescimento superior a 50% relativamente ao ano anterior, Manchester é a segunda ligação mais movimentada entre o Porto e o Reino Unido, representando 8% deste mercado que é o 6º maior do Francisco Sá Carneiro.

FR_B738_EI-DWF
Boeing 737-800 da Ryanair. Foto tirada por Björn Huke
Porto – Manchester (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jun. – – – 2 – 4 – 6 – 12:15 14:45 FR 1174 Boeing 738
Manchester – Porto (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Jun. – –– – – 2 – 4 – 6 – 09:20 11:50 FR 1175 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Ryanair lança voos em conexão via Porto a partir de Janeiro 2018

FR_Bar

A Ryanair anunciou ontem que o Porto será o próximo da rede a oferecer voos em conexão. O serviço, ainda numa fase de teste, está apenas implementado nos aeroportos de Bergamo em Milão e de Fiumicino em Roma. A inclusão do Porto neste grupo não é por acaso: é a 3ª maior base ibérica da companhia, conta com uma rede doméstica forte e com uma média de frequências por rota superior à da rede Ryanair.

Contrariamente às companhias tradicionais, a Ryanair aplica um modelo de conexões simplificado de soma de segmentos, ou seja, o preço do voo em conexão é simplesmente o da soma do preço dos voos do itenerário. Aliado ao modelo tarifário “passivo” da companhia irlandesa, que optimiza os preços de forma a que os aviões tenham sempre >90% de ocupação média, o efeito esperado a curto prazo é o de um aumento de receitas/rentabilidade nas rotas com ligações. Crescimentos visiveis no número de passageiros são possíveis, mas a médio prazo: maior rentabilidade permite aumentar frequências, aumentando assim o efeito hub que por sua vez aumenta o leque de novas rotas potenciais e assim sucessivamente.

As regras de conexão não foram especificadas pela companhia, no entanto, é expectável que sigam o já existente em Itália: tempo mínimo de espera no aeroporto de 2h30 e máximo de 6h, excluindo-se conexões que envolvam pernoitar no aeroporto de escala e combinações que repliquem rotas diretas operadas pela Ryanair. Aplicando estas regras a uma semana típica da próxima temporada de Verão, com base na atual programação, o potencial máximo é superior a 200 combinações semanais. Na tabela abaixo recolhem-se essas possíveis combinações com origem/destino Faro, Lisboa, Ponta Delgada e Terceira, via Porto:

Continuar a ler Ryanair lança voos em conexão via Porto a partir de Janeiro 2018

Ryanair aproxima Malta com voo direto a partir de Março

FR_Bar

A Ryanair anunciou que a partir do próximo dia 26 de Março 2018 começará a operar de forma regular uma ligação direta entre o Porto e Malta. A programação consiste em 2 voos semanais (2ªf e 6ªf) com uma duração de voo próxima das 3h por sentido.

Malta é um pequeno país formado por 3 ilhas, localizado em pleno Mediterrâneo, imediatamente a sul de Itália. Pouco conhecido do mercado Português, Malta é um destino que se tem destacado como destino de Sol e praia, bem como cultural. A aproximação ao mercado português tem sido um objectivo das entidades maltesas nos últimos anos, em parte devido aos bons resultados que têm conseguido em Espanha mas também pelo apetite português por Sol e praia no exterior, como comprovam os resultados das várias ligações regulares e charter a países como Espanha, Marrocos, Cabo Verde ou Tunísia. No caso do Porto, este mercado equivale a quase 200.000 passageiros só em voos diretos com crescimentos a dois dígitos nos últimos anos. A estes, haveria que somar os que utilizam voos em escala, os que viajam diretamente por Lisboa e os passageiros galegos. Neste contexto, uma oferta de aproximadamente 20.000 lugares parece bem enquadrada, mais ainda se considerarmos que será o único voo regular entre Portugal e Malta.

FR_B738_EI-FIP
Foto tirada por Adrian Leirvik Larsen
Porto – Malta
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
26 Mar. 26 Out. 1 – – – 5 – – 19:45 00:05 (+1) FR 1510 Boeing 738
Malta – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
26 Mar. 26 Out. 1 – – – 5 – – 17:00 19:20 FR 1509 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais

 

Chuva de novidades da Ryanair para o Inverno 2017

FR_Bar

No inicio do ano 2013, Michael O’Leary esteve no Porto para uma conferencia de imprensa onde estabeleceu como meta atingir os 4 milhões de passageiros transportados de e para o aeroporto Francisco Sá Carneiro num prazo de 4 anos. Um cenário considerado otimista na altura, uma vez que a companhia movimentava em todo o país uns cerca de 3.5 milhões de passageiros anualmente. Chegados a 2017, o homem forte da Ryanair voltou ao Porto para confirmar esse numero e perspectivar mais crescimento futuro.

Concretamente, para o Inverno deste ano a companhia irlandesa vai disponibilizar mais 12 destinos diretos relativamente a W16:

  • Carcassonne, Clermont-Ferrand, Copenhaga, Estrasburgo, Lille, Lorient e Tenerife, atualmente rotas sazonais e que são prolongadas à temporada baixa;
  • Cracóvia, Edimburgo e Nuremberga, rotas que iniciam este ano e que vão operar também no inverno;
  • Nápoles e Frankfurt-Main, novos destinos da Ryanair no Porto. No caso de Nápoles, será uma rota inédita no Francisco Sá Carneiro e contará com 2 frequências semanais (4ªf e Domingos). Já Frankfurt-Main, uma das linhas históricas do AFSC, contará com voo diário.

Com as novidades anunciadas para o Inverno, e com o Verão já programado, a Ryanair continuará a cimentar a liderança no aeroporto do Porto e a ser um dos principais responsáveis pelo novo recorde anual de passageiros, que este ano se deverá situar próximo dos 11 milhões de passageiros. A companhia irlandesa é uma das que melhor tem sabido acompanhar e estimular o crescimento do Porto, como se pode observar no gráfico abaixo:

OPO_RYR_2013_2017
Evolução relativa do tráfego do AFSC (OPO) e da Ryanair no AFSC (RYR). Tráfego 2013 = 100, * = estimativa

No período de 5 anos analisado, é fácil comprovar essa relação: enquanto o aeroporto cresceu a uma taxa média de 14%, a Ryanair cresceu no aeroporto a uma taxa média de 11%. Resta agora saber se a tendência se vai manter nos próximos anos. Os planos tanto da ANA como da Ryanair continuam a ser muito ambiciosos: Fernando Vieira, diretor do AFSC, estimou em cerca 16 milhões de passageiros o tráfego do aeroporto em 2022, equivalente a 8% de crescimento médio anual, ou ao dobro do tráfego de 2015. Já a Ryanair prevê para 2024 uma operação com 200 milhões de passageiros, o que significa duplicar o nº de passageiros que transportou em 2016 ou um crescimento médio anual entre os 8 e os 9%. A relação entre os números volta a ser evidente e convida ao otimismo.

Por outro lado, é público que o foco da Ryanair se tem movido cada vez mais para leste, onde estão algumas das economias com maiores crescimentos da Europa e onde a conectividade aérea está ainda pouco desenvolvida. Para o Francisco Sá Carneiro será também natural alguma perda de influencia da Ryanair à medida que entram mais operadores no aeroporto e que o tráfego de longo curso ganha alguma expressão, embora se possa argumentar que no leste que estão muitas oportunidades de crescimento também para o AFSC.

Certo é que a Ryanair tem sido um dos motores do aeroporto, e que com mais ou menos força, será quase de certeza um ator chave no desenvolvimento do aeroporto do Porto durante os próximos anos.

Porto – Nápoles
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. – – 3 – – – 7 06:30 10:30 FR 1770 Boeing 738
Nápoles – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. – – 3 – – – 7 10:55 12:55 FR 1771 Boeing 738
_
Porto – Frankfurt am Main (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. 1 2 3 4 5 6 7 08:45 12:20 FR 1537 Boeing 738
Frankfurt am Main – Porto (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
29 Out. 1 2 3 4 5 6 7 06:30 08:20 FR 1536 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Birmingham e Nuremberga regressam em Março

FR_Bar

Ficou adiada a conferencia de imprensa de Michael O’Leary no Porto, mas não as novidades (ou parte delas pelo menos). Desta vez trata-se de dois regressos, Birmingham e Nuremberga, ambas operadas pela Ryanair no passado.

Birmingham têm inicio a 26 de Março e contará com 2 frequências semanais (4ªf e Domingos). A rota já foi operada no passado por 2 companhias diferentes, primeiro pela Ryanair, entre Junho 2008 e Outubro 2010, e mais tarde pela FlyBe, entre Abril 2014 e Março 2015.

Por sua vez, os voos para Nuremberga têm inicio a 28 de Março e também serão operados 2 vezes por semana (3ªf e Sábados). A Ryanair explorou a rota durante 12 meses, entre Abril 2013 e Março 2014, também com 2 frequências semanais.

O acentuado crescimento do AFSC nos últimos anos, a maior maturidade dos mercados Porto-Reino Unido e Porto-Alemanha, aliada à baixa dos preços dos combustíveis, dá mais confiança para rotas que como estas não funcionaram no passado. Por outro lado, continuaremos à espera de nova data para a conferencia de imprensa com Michael O’Leary, onde seguramente se dará uma visão geral da operação de/para o Porto em S17 e quais as perspectivas da companhia para o aeroporto para os próximos anos.

fr_b738_ei-ene
Foto tirada por Pawel Herisz
Porto – Birmingham
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
26 Mar. – – – – – – 7 11:20 13:40 FR 8513 Boeing 738
29 Mar. – – 3 – – – – 09:45 12:05 FR 8513 Boeing 738
Birmingham – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
26 Mar. – – – – – – 7 14:05 16:25 FR 8514 Boeing 738
29 Mar. – – 3 – – – – 07:00 09:20 FR 8514 Boeing 738

 

Porto – Nuremberga
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Mar. – 2 – – – 6 – 19:20 23:10 FR 8515 Boeing 738
Nuremberga – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Mar. – 2 – – – 6 – 17:05 18:55 FR 8516 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Ryanair lança Cracóvia em 2017

FR_Bar

A menos de 1 mês e meio do lançamento da rota Porto-Varsóvia Modlin, a Ryanair anuncia uma 2ª rota entre o Porto e a Polónia: Cracóvia. Os voos têm inicio a 27 de Março do próximo ano e serão efetuados 2 vezes por semana (2ªf e 6ªf). O tempo de voo programado é de 3h35min.

Para além de ser a segunda maior cidade polaca, Cracóvia é o centro turístico do país e um dos principais centros económicos. Graças as boas ligações terrestres, permite ainda boas ligações a praticamente todo o sul da Polónia, mas também a partes da República Checa e da Eslováquia, zonas em grande crescimento económico.

No total, entre esta rota e os voos programados para Varsóvia pela Ryanair e pela Wizzair, estão neste momento à venda 6 voos por semana entre o Porto e a Polónia. Um salto extraordinário para um mercado que apenas há uns meses é servido diretamente, e que pela distancia geográfica implica sempre um maior risco para as companhias aéreas comparativamente a outros mercados como o Francês ou o Alemão. Por outro lado, a Polónia é dos mercados aéreos europeus com maiores taxas de crescimento, e um dos que mais expectativas cria nas companhias. Que o Porto consiga ter já uma presença significativa é uma excelente base para aproveitar esse crescimento a médio e longo prazo.

Foto tirada por Carlos Seabra
Porto – Cracóvia
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
27 Mar. 1 – – – 5 – – 07:00 11:35 FR 3048 Boeing 738
Cracóvia – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
27 Mar. 1 – – – 5 – – 12:00 14:35 FR 3047 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

A Escócia a menos de 3h graças aos novos voos diretos para Edimburgo

FR_Bar

Continua a apresentação da temporada de Verão 2017 (S17) da Ryanair, e com ela, mais uma nova rota para o Porto: Edimburgo. A capital escocesa passa a incorporar a lista de destinos diretos do AFSC a partir do próximo dia 28 de Março, com voos às 3ªf e Sábados, operados com aviões Boeing 737-800 configurados com 189 lugares.

Depois das aberturas de Manchester e de Bristol em 2015, a Escócia era o principal buraco na cobertura de destinos diretos do aeroporto Francisco Sá Carneiro no Reino Unido. Tanto Glasgow como Edimburgo estavam na mira, no entanto, a balança sempre pendeu um pouco para o lado da capital escocesa por ser um mercado maior (3º maior do Reino Unido, logo depois de Londres e de Manchester) e por ter uma localização mais central no eixo Glasgow-Edimburgo-Newcastle.

O Reino Unido é um mercado em grande crescimento a partir do Porto, com o nº de passageiros a aumentar 20% em 2015 (para 635.000) e outros 31% nos primeiros 5 meses deste ano. Estando fortemente concentrado nas rotas londrinas, o certo é que à medida que este mercado vai crescendo vai também justificando ligações a outras partes do território, como Bristol ou Manchester, iniciadas em 2014, ou como Edimburgo.

FR_B738_EI-DYH
Foto tirada por Roberto Bianchi
Porto – Edimburgo
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Mar. – 2 – – – 6 – 21:00 23:45 FR 6606 Boeing 738
Edimburgo – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
28 Mar. – 2 – – – 6 – 17:50 20:35 FR 6603 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

Ryanair avança nos Açores, agora com voos para a Terceira

FR_Bar

A Ryanair anunciou hoje que vai começar a voar entre o Porto e a Terceira já a partir de 3 de Dezembro, com uma frequência de 2 voos por semana (3ªf e Sábados) operada com equipamento Boeing 737-800 de 189 lugares. Desde Abril do ano passado que a companhia voa entre o Porto e os Açores, no entanto, a operação estava totalmente centralizada no aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada.

E se no caso das ligações à ilha de São Miguel a entrada da Ryanair foi uma lufada de ar fresco, o mesmo é de esperar para a Terceira. A ligação direta é hoje assegurada em exclusiva pela Azores Airlines (antiga Sata) e com apenas 1 voo por semana, às 4ªf. A baixa frequência, aliada a tarifas geralmente menos competitivas obriga quase sempre a uma escala neste trajecto.

Com este anuncio, a transportadora irlandesa continua a desenvolver a sua rede doméstica a partir do Porto, que cobre já 4 de 6 aeroportos internacionais do País. Ficam a faltar apenas os aeroportos madeirenses do Funchal e de Porto Santo, para onde a Ryanair ainda não opera.

FR_OPO
Foto tirada por Carlos Seabra
Porto – Terceira (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
03 Dez. 20 Dez. – 2 – – – 6 – 17:40 19:15 FR 6037 Boeing 738
27 Dez. 27 Dez. – 2 – – – – – 17:40 19:15 FR 6037 Boeing 738
03 Jan. – 2 – – – 6 – 17:40 19:15 FR 6037 Boeing 738
Terceira – Porto (Ryanair)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
03 Dez. 20 Dez. – 2 – – – 6 – 19:40 23:15 FR 6038 Boeing 738
27 Dez. 27 Dez. – 2 – – – – – 19:40 23:15 FR 6038 Boeing 738
03 Jan. – 2 – – – 6 – 19:40 23:15 FR 6038 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais