Chuva de novos voos Ryanair para o Inverno

FR_Bar

Em conferência de imprensa na cidade do Porto, a companhia irlandesa levantou o véu sobre uma programação de Inverno cheia de novidades para o aeroporto Francisco Sá Carneiro. As mais visíveis são a nova ligação a Varsóvia Modlin, bem como a ofensiva a 3 das 4 rotas abandonadas pela TAP: Barcelona, Bruxelas e Milão. Destaque ainda para as ligações a Dublin, Liverpool e Valência, que deixam de ser sazonais.

Relativamente à rota de Varsóvia, começa no dia 2 de Novembro e terá 2 frequências semanais (4ªf e Sábados). O anuncio chega menos de uma semana depois do efectuado pela Wizz Air, numa reacção quase igual à que teve quando a Wizz Air apresentou Lisboa-Varsóvia. A diferença é que desta vez a companhia húngara preveniu-se, guardou a sua mão até a Ryanair ter a programação de Verão fechada e assim evitou um inicio simultâneo de operações. Fica agora a questão de quando, e se, ambas se encontrarão no corredor Porto-Varsóvia. Nenhuma tem por hábito recuar.

Os reforços nas rotas de Barcelona, Bruxelas e Milão Bergamo estão garantidos a partir do final de Outubro, apesar da companhia ter dito que está a procurar formas de introduzir essa capacidade mais cedo. Bruxelas e Milão recebem +4 frequências semanais, que no caso da capital belga serão distribuídos em partes iguais pelos aeroportos de Zaventeme Charleroi. Já Barcelona ganha +1 frequência diária. Estes novos voos, por si só, permitem cobrir 149% da oferta abandonada pela TAP para Barcelona, outros 57% para Bruxelas Zaventem (111% contando Charleroi) e 146% para Milão.

Não recebendo a mesma atenção que as anteriores, o prolongamento do período de operação de 3 rotas clássicas, Dublin, Liverpool e Valência, é igualmente importante. Com Dublin volta a estar aberta no Inverno a única ligação directa entre o Porto e a Irlanda, 9 anos depois da Ryanair a ter restringido ao Verão. Liverpool, que passou a sazonal em 2007, ajudará a capitalizar o grande crescimento que o mercado inglês está a verificar e que não dá sinais de abrandamento. Finalmente, a operação de Inverno para Valência, suspensa em 2013, é uma mostra da recuperação do mercado Espanhol e permitirá fortalecer os laços com a 3ª maior cidade espanhola.

Com estas novidades a low-cost irlandesa avançou uma previsão de 3.4 milhões de passageiros transportados nos seus aviões de/para o Porto em 2016. Assim, continua sobre carris o compromisso pessoal de Michael O’Leary de fazer crescer a operação da Ryanair no AFSC até atingir os 5 milhões de passageiros anuais em 2018. Um compromisso crescente pelo Porto que mostra, novamente, que o interesse estratégico de uma companhia aérea não é algo que possa ser forçado ou comprado. As companhias podem vender migalhas a preço de ouro, mas na hora da verdade, o interesse estratégico prevalece sempre.

FR_B738_EI-DPR
Boeing 737-800 da Ryanair. Foto tirada por Ron Kellenaers
Porto – Varsóvia Modlin
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Nov. – – – – – – 3 – – 6 – 18:10 22:55 FR 4534 Boeing 738
Varsóvia Modlin – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
02 Nov. – – – – – – 3 – – 6 – 15:00 17:45 FR 4533 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

52 comentários em “Chuva de novos voos Ryanair para o Inverno”

  1. #RYANAIR#

    SEGUNDA:
    Porto-Milão MXP -> 07:25 – 11:05
    Milão MXP-Porto -> 11:30 – 13:20

    QUINTA:
    16:35 – 20:15
    20:40 – 22:30

    SEXTA:
    06:50 – 10:30
    10:55 – 12:45

    DOMINGO:
    07:40 – 11:20
    11:45 – 13:35

    fonte: site da companhia

  2. “A companhia aérea Ryanair está a anunciar neste momento, em conferência de imprensa, na Câmara do Porto, que vai operar, a partir setembro, a rota Porto – Milão (Malpensa).

    As ligações à cidade italiana serão descontinuadas pela TAP a partir do dia 27 deste mês e são consideradas fundamentais para setores da economia nacional, sediados no Norte do país, como o calçado e o têxtil.

    O anúncio segue-se a um desafio lançado por Rui Moreira à Ryanair, feito a 16 de fevereiro, quando o diretor de rotas da companhia, Niall O’Connor, e o presidente da Câmara do Porto se reuniram para estudar alternativas às operações descontinuadas pela TAP.

    O responsável está a explicar a decisão em conferência de imprensa, na Câmara do Porto, ao lado de Rui Moreira.”

    1. Obrigado NES

      Apesar de ainda não estarem é venda já se encontrar no sistema. Será operado 4 vezes por semana com avião base do Porto (resta saber se cairá alguma frequência noutra rota) a partir de 01 de Setembro.

    2. Agora só falta a Ryanair acrescentar as outras 3 rotas suprimidas pela TAP!.

  3. Qual acham k vai ser a proxima rota europeia a abir? E intercontinental ? Opinioes e digam o que acham

  4. E Roma ? (FCO e CIA). As ligações TAP vão ser eliminadas e a Rynair só opera (1 voo) ás segundas e sextas ….
    A Vueling é um possível candidato.

    1. Para Roma quer CIA como FCO, não existem voos diários e agora que a TAP acabou com os seus voos a Rynair só opera à segunda e sexta ….

  5. Ok. Tá bem. Pode ser que boicote a TP.

    Agradecia um Vatry/Porto à sexta à noite e Porto/Vatry no domingo à tardinha, pela Ryanair. 😉 😄

    Compensação dupla. O parque de estacionamento é grátis.

    Só o sonho fica só ele pode ficar….

  6. Artigo actualizado com os horários de voo para Varsóvia e com ajustes no reforço para Barcelona, que afinal é de +7xw e não +4xw inicialmente escrito.

  7. CONCLUSAO: pode ser que agora com os novos voos da Ryanair, a ponte aerea (Porto-Lisboa-Porto), fique ás moscas!!!. Gentes do norte: Boicotem a TAP

    1. o problema é que vamos continuar a PAGAR a TAP. Os voos nunca foram problema porque iria sempre haver outras companhias a fazerem essas rotas. O problema é que vamos pagar uma companhia que simplesmente não está interessada em servir-nos

    2. <se vamos pagar ou não é discutível.
      Existe controlo nomeadamente a nível da Comunidade Europeia. Mais não vão poder alegar serviço publico.
      Bem sei que neste Pais foram aplicadas verbas da comunidade em Lx com a desculpa que tinham efeito disseminador. Aqui a questão é outra e requere muita engenharia financeira que os tubarões não "comem" com facilidade

    3. Pagar podemos sempre pagar. Pode não ser diretamente, mas se a estratégia que estão a seguir der para o torto que é o mais certo, pagamos nem que seja pelo fundo de desemprego aos trabalhadores. Mas não esquecer estas maroscas que andam a fazer e certeza que foram feitas promessas ao consórcio para aceitar o acordo que podem não estar escritos no contracto. Só espero que o Rui Moreira não tenha ido em cantigas após a reunião com o Costa. Que não se deixe comprar com promessas.

    4. Pete,….É verdade que não podem ser realizados voos intercontinentais a partir do AFSC sem autorização da TAP?

    5. Caso alguma companhia peça autorização para voar uma rota tipo Porto-São Paulo, a TAP teria que ser informada mas não se poderia opor.

    6. Negar acesso a uma companhia estrangeira nomeada pela outra parte seria um problema diplomático, logo a seguir o outro país bloqueava a TAP. Não é por aí.

    7. Tal como estava convencido ainda bem que a TAP vai abondar em grande parte o AFSC. Vejam só a quantidade de voos que ganhamos. Só ficamos a ganhar. E acredito que vamos ter mais novidades.

      Abr

  8. “O presidente da Câmara do Porto também espera ter “dentro de dias” uma “resposta positiva” ao desafio que diz ter lançado à Ryanair sobre Milão/Malpensa: “Malpensa, apesar de ter a mesma distância ao centro de Milão que Bergamo, situa-se do lado de Milão que mais interessa aos industriais portugueses principalmente da área do calçado e da confecção”, explicou.”

    http://economico.sapo.pt/noticias/rui-moreira-parece-que-a-tap-e-um-objecto-voador-nao-identificado_242766.html

    1. Só espero que o Rui Moreira não tenha ido em cantigas após a reunião com o Costa. Que não se deixe comprar com promessas.

  9. Se por um lado, é bom ver que a Ryanair demonstra claramente que as rotas que a TAP cancelou podem dar lucro (só devem dar prejuízo por incompetênica e má gestão da TAP…) por outro lado, é triste ver cada vez mais as LCC tomarem conta do aeroporto…

    1. Isso não é de todo verdade.
      Há 5 anos onde andava a Turkish? Onde andava a British? A Lufhtansa acaba de abrir Munique. KLM fala-se que está ai a chegar…

      O AFSC tem muito para crescer e as LCC estão a tomar conta da Europa, por isso é normal que cá não seja diferente.

    2. Para além destas penso que devemos registar o crescimento da Iberia, Suiss e mesmo da CSA.
      O crescimento das LC´s é uma realidade em todos os aeroportos. Mau seria que o mesmo não ocorre-se no AFSC, Penso que em nenhum Pais da Europa acontece o que se está a passar no nosso, pelo que naturalmente o efeito é superior.

    3. Se queremos crescer, não há outra maneira. Quer dizer, até há, fechamos a porta às low-cost e quando quisermos ir a qualquer lado que não seja um hub fazemos escala, como há 20 anos atrás.

      Ainda assim, nada como olhar para os números e ver que as LCCs no Porto não apresentam um peso relativo tão grande como em Barcelona ou Manchester… e ninguém pensa menos dessas cidades ou deixa de ir lá por isso.

    4. A verdade é que as chamadas Companhias de bandeira estão cada vez mais limitadas as operações nos seus “HUB’s”, de resto o P2P algum deste operado por companhias subsidiaras dessas mesmas companhias de bandeira esta a dominar o mercado.
      ganham os consumidores que não têm de fazer saltinhos para viagens de menos de 2-3 horas o “saltinho representa sempre mais 1-2 horas de viagem.

  10. Pete,quão importante é o Porto para a Ryanair… Está no top5/top10 de mais passageiros transportados?

    Eu pergunto porque o diretor comercial disse que o Porto é muito importante para a estratégia da companhia

    1. O Porto é o décimo segundo aeroporto para a Ryanair em termos de lugares semanais disponíveis.
      Tinha menos 1511 do que o décimo que na data (2015) era Malaga

    2. Numa base anual Málaga não tem mais voos Ryanair que o Porto. Em 2015 eles operaram 18.991 voos no Porto para 17.368 em Málaga.

      Provavelmente o que viste foi uma previsão.

  11. A ryanair nunca desilude… O o´leary diz que tem o objectivo de atingir os 5 milhões de passageiros em 2018 e não duvido nada. Espero que agora com a wizzair e com a ryanair no mercado da europa de leste,o Porto se torne um destino importante lá.

    O acrescento de lugares para este Verão desilude um bocado mas os 8 mil extras no Inverno deixam de boca aberta qualquer um. Agora gostava de ver a resposta da Easyjet,não se podem deixar ficar para trás

    1. Nos últimos anos eles têm crescido mais no Inverno, o que atribuo à maturidade da operação e ao foco em destinos mais densos e com maior componente de negócios. Continuam a crescer no Verão também, a um ritmo mais lento mas crescem.

      Sobre a importância do Porto para a Ryanair, é a 3ª maior operação na Península Ibérica e top 15 no total da rede (da última vez que vi estávamos em 11º lugar). Para ser a Ryanair é uma posição muito respeitável.

  12. TAntónio faz. Quer BGY ou MXP ficam à cerca de 50km de Milano.
    E BGY fica perto dos lagos de Como e Garda. Óptimo tb para o turismo…

    1. Aproveitaram logo as 3 mais apetecíveis, provavelmente ficarão a ver quem entra em Roma. Até Novembro ainda vão acertar a programação, eles não são de anunciar tudo de uma vez e normalmente deixam sempre alguma coisa para a habitual visita de Verão do O’Leary.

  13. FR voa para Milano. Já agora é para a tradicional base de Bergamo ou vai para Malpensa.

    Ponto positivo vôo para o aeroporto principal de Bruxelas.

    De resto neste inverno Karlsruhe (ou Baden Baden) não está descontinuado. Há duas frequências por semana.

    1. Bergamo é um aeroporto importantíssimo e não é o típico aeroporto “de cidade” mas que está no meio do nada, fico muito satisfeito por ver a Ryanair crescer lá. Isto sem prejuízo de Malpensa, que de certeza será recuperada.

    1. Por outro lado, eles falam em apenas 29 rotas para o inverno. Ou seja, vem aí tesourada, a não ser que seja gralha do comunicado.

      Também não referiram Copenhaga que operaria pela 1ª vez no inverno.

    2. Acho estranho, no comunicado não diz nada de Lorient.

      João, pelas minhas contas o desfasamento é de -1 rota e -7 frequências semanais. Mas já se sabe que as reduções só se conhecem mais tarde.

    3. Tens alguma razão, no entanto não esqueças das rotas sazonais que não operam em W15/16 (15 rotas)

      Bremen
      Gran Canária
      Palma
      Tenerife Sul
      Valência
      Carcassonne
      Clermont Ferrand
      La Rochelle
      Lille
      Lorient
      Strasbourg
      Dublin
      Bolonha
      Liverpool
      Copenhaga (começa a 28 Março 2016)

      Estas são as que operam este inverno (26 rotas)

      Berlin Schonefeld
      Baden-Baden
      Colônia
      Dortmund
      Dusseldorf Weeze
      Frankfurt-Hahn
      Hamburg
      Memmingen (Munique)
      Bruxelas Zaventem
      Bruxelas Charleroi
      Barcelona El Prat
      Madrid
      Bordeaux
      Dole
      Marselha
      Paris (Beauvais)
      Paris (Vatry)
      St Etienne
      Tours
      Milão Bergamo
      Roma Campino
      Eindhoven
      Faro
      Lisboa
      Ponta Delgada
      Londres Stansted

      Tendo em atenção a entrada para o inverno 16/17 de :

      Valência
      Dublin
      Liverpool
      Varsóvia Modlin
      Lorient?!

      Passamos a 29 rotas, mas como dizes Copenhaga não passaria para o inverno.

      Confirmas Pete?

    4. Este Inverno são 26 rotas, faltam-te as duas de Bruxelas. Excluindo Lorient porque não aparece no comunicado, ficariam 30 em W16, 1 a mais portanto. Que Copenhaga não continue no Inverno não me surpreende.

Os comentários estão fechados.