Praga e a Europa de Leste mais perto a partir de Maio

bar_ok

A CSA anunciou hoje que vai começar a voar para Porto a partir do dia 22 de Maio, com voos directos para o seu hub em Praga, naquela que será a única ligação directa da companhia checa para Portugal. A conexão será efectuada 2 vezes por semana, com aviões Airbus 319 de 144 lugares, e representa uma oferta de 13.000 lugares até ao final da temporada de Verão 2015 (S15). As partidas do Porto estão marcadas para 3ªf e Sábados de manhã, enquanto as partidas de Praga estão marcadas para 2ªf e 6ªf ao fim do dia, ficando o avião a pernoitar no Francisco Sá Carneiro.

A capital da República Checa é um dos principais pontos turísticos do Velho Continente, e um destino com uma procura interessante de/para Portugal durante o Verão. É também uma das portas da Europa de Leste, um mercado difícil a partir do Porto devido à distância e à procura relativamente baixa. O facto da CSA ter uma operação para o Leste muito interessante no aeroporto de Praga, aliado aos bons horários desta rota, serão não só importantes para o sucesso destes voos mas principalmente será um bom indicador para o desenvolvimento de outros destinos na região a médio prazo.

A CSA é a companhia de bandeira Checa e membro da aliança SkyTeam. Presentemente a transportadora encontra no meio de uma profunda reestruturação interna, agravada pela situação actual do mercado Russo, tradicionalmente muito importante para a empresa. A partir de Praga voa para aproximadamente 50 cidades em 25 países, com destaque para a boa cobertura da Rússia (8 destinos directos), da Escandinávia e para a presença de destinos exóticos como Košice (Eslováquia) ou Hévíz/Balaton (Hungria).

OK_A319_OK-NEP
Airbus 319 da CSA, a espinha dorsal do médio curso da companhia checa. Foto tirada por Björn Van Brussel
Porto - Praga
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
23 Mai. ------- - 2 - - - 6 - 07:45 11:50 OK 713 Airbus 319
Praga - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
22 Mai. ------- 1 - - - 5 - - 19:40 21:55 OK 712 Airbus 319

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

28 comentários em “Praga e a Europa de Leste mais perto a partir de Maio”

  1. Fiz 6 voos e tirando um deles que tinha cerca de 20 lugares vazios o resto estavam cheios , inclusive usaram um 737 – 800 com mais lugares.

  2. Pete, pelo que escreves, deduzo que esta rota seja uma espécie de porta para o leste europeu. Se correr bem, a porta abre-se e podem aparecer novas rotas. Se correr mal, a porta fecha-se e vamos esperar mais uns anos. É isso?

    1. Exacto. Começa-se com uma rota a um hub, que possa concentrar o máximo possível a procura do mercado e que tenha boas probabilidades de sucesso. E quando esse sucesso se prove, há um exemplo que pode ser extrapolado a outras rotas do mercado. O contrário também acontece, não funciona e extrapola-se esse fracasso às outras rotas. Por isso é que é tão importante não dispersar e incentivar o uso desta rota, em vez de abrir 10 de cada vez e nenhuma funcionar.

  3. Acham que esta rota vai ter sucesso?
    E acham que esta rota,e a europa de leste não seria melhor ser uma low cost a operar? Se o interesse é pouco com preços mais baixos poderia aumentar(penso eu).
    Que papel tem a ANA no desenvolvimento/entrada neste mercado?O aeroporto tem um papel activo ou o trabalho de casa é todo das companhias?

    P.S. Desculpem a quantidade de perguntas mas repentinamente lembrei-me delas 😀

    1. Neste caso faz sentido se começar com uma companhia que permita ligações e opere com um avião mais pequeno, já que o tráfego exclusivamente ponto-a-ponto é baixo. Desta forma reduz-se o risco e estimula-se o mercado, para que no futuro de possam abrir outras portas. Além disso a CSA foi reestructurada recentemente, e em principio já deve ter uma estrutura de custos competitiva.

      A ANA é extremamente activa, por alguma coisa estamos constantemente nos tops europeus de crescimento apesar da nossa economia estar como está. Só que é trabalho que não se vê e que só produz resultados a médio prazo. Por exemplo, em 2012 já haviam conversações com a CSA para abrir Praga.

    2. Então o que acontece com por exemplo com:
      Porto-Varsóvia
      Porto-Budapeste
      Porto-Nice
      Porto-East Midlands

      Rotas em que existe interesse de ambos os lados.Quando ambos os aeroportos fazem o seu trabalho e sabem que existe mercado para essa rota o que falta para essas rotas se concretizarem?
      O interesse de uma companhia em operar?

    3. Porque os aeroportos, se a operação correr mal, recebem as taxas à mesma. As companhias aéreas não tem a mesma sorte, e se a rota funcionar mal são uns milhões deitados ao lixo.

  4. Voçê não tem conhecimento de causa, em relação à quantidade de estudantes que temos na Rep Checa, e não fazem uma nem duas viagens por ano, mas muitas…

    1. Eu posso não saber ao certo quantos estudantes temos na Rep. Checa, mas tendo eu estudado em 3 países em cidades com muitos estrangeiros e pessoas que vieram de ilhas, acho que tenho uma boa percepção da realidade. Também tenho a informação de quantas pessoas viajam com escala entre o Porto e Praga anualmente, e tenho a noção do que custa e como funciona uma operação deste tipo.

      Mas claro, o Fernando chega aqui e quer-me convencer que temos imensos estudantes nortenhos na Rep. Checa e que eles voltam “muitas” (se não são 1 ou 2x por ano, quantas?) vezes a casa, pagando mais pelo bilhete de avião do que lhes custa o quarto em Praga durante 1 mês.

  5. Temos muitos estudantes portugueses a estudar na Rep.. Checa, e poderiam prolongar os voos para o todo o ano.
    Penso que teriam uma grande parte de estudantes cá do norte aliados com passageiros de turismo.

    1. Fernando, esses estudantes não justificam a rota. Não digo que não a usem 1 ou 2x por ano, mas como imaginas, dificilmente estarão na disposição de gastar com frequência pelo menos 220€ (e a rota para ser rentável precisa que se vendam bilhetes significativamente mais altos que esses) para vir passar uns dias a Portugal.

      O mesmo pode ser dito dos turistas. Quantos portugueses estão na disposição de gastar 200/300€ de avião para ir a Praga no inverno? E quantos checos estarão na disposição de fazer o mesmo para vir ao Porto? E dentro desses, quantos não se importam de viajar nos dias em que a CSA tem o voo directo, e não se importam de pagar mais comparado com o voo indirecto?

  6. É sempre bom ter uma porta de entrada no Leste. Além da própria cidade ser fenomenal e o país dá bem para visitar de comboio. Quanto a ponto intermédio tudo depende dos preços das ligações e também do agendamento de voos.

    1. O avião pernoita no Porto precisamente para facilitar as ligações a outros voos. Os preços suponho que pelo menos andarão a par da concorrência, e a nível global o facto de haver mais oferta e mais players deve traduzir-se em tarifas medias mais baixas para esses destinos.

    2. Sim, isso realmente para voo de ligação pernoitar cá é bem pensado. Mas quando falei não me expliquei bem e estava a referir-me ao preço das ligações depois da Praga para o resto da Europa. Mas isso depois pode variar também de caso a caso, digo isso pois por exemplo o aeroporto de Kosice só voa para 3/4 aeroportos e quando é assim os preços não costumam ser famosos. Agora para Budapeste, Varsóvia, etc. os preços deverão ser melhores. Mas esperemos que esta ligação seja proveitosa e depois logo se verá o que se segue.

    1. Calma, uma coisa de cada vez. Primeiro assegurar que Praga funciona bem, e eventualmente pode crescer no futuro, e só depois pensar noutros mercados (principalmente aqueles com mais outbound que inbound).

  7. Excelente notícia esta… Esperemos que seja uma rota com boa taxa de ocupação. Felizmente as companhias aéreas estrangeiras estão mais atentas ao AFSC que a “famosa” companhia de bandeira nacional…

    1. Mais que uma boa taxa de ocupação, é preciso passageiros a pagar os bilhetes mais caros para a companhia ter retorno financeiro e para se abrir um procedente positivo no que toca a rotas para o leste.

  8. Muito bem!! Acho que até vai ser mais vantagoso ir para “destino exótico” como Kosice ou Bratislava a partir do Porto do que de Lx… Óptimas notícias!!

    1. Está bem visto! Apesar de serem destinos pequenos (as cidades russas nem tanto), é mais um incentivo para virem ao nosso cantinho à beira-mar plantado visitar ou fazer negócios.

Os comentários estão fechados.