Eurowings abre Viena em Abril

ew_b

A Eurowings anunciou uma nova ligação direta a Viena, com inicio a 8 de Abril. A frequência será de 2 voos semanais,  às 4ªf e Sábados. Os voos serão operados por aviões da Air Berlim, e inserem-se no acordo desta ultima com a Lufthansa para a transferência de 33 aviões de médio curso da Air Berlim para a Eurowings, em regime de wet lease, durante 6 anos.

Ainda não há muitos detalhes sobre como estes voos vão encaixar na operação global do Grupo Lufthansa no Porto, no entanto, e olhando para o que é a presença atual da companhia em em Viena, é previsível que estes voos carreguem também número de voo OS (Austrian Airlines), o que permitiria combinar estas operações com voos via Bruxelas/Frankfurt/Genebra/Munique/Zurique. Não sendo ideal, esta integração facilitaria muito a vida dos passageiros através de um maior leque de escolhas.

A Eurowings está presente no Francisco Sá Carneiro desde 2015, na altura ainda sob a marca Germanwings, com voos diretos para Düsseldorf. Desta forma, serão 2 os destinos diretos servidos pela companhia a partir do Porto, que com uma oferta de cerca de 40.000 lugares representará aproximadamente 5% da capacidade total do Grupo LH no AFSC em S17.

ew_a320_oe-ieu
Airbus 320 da Eurowings. Foto tirada por M. Oswald
Porto - Viena
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
8 Abr. ------- - - - - - 6 - 09:00 13:10 EW 5839 Airbus 320
19 Abr. ------- - - 3 - - - - 20:35 00:45 (+1) EW 5839 Airbus 320
Viena - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
8 Abr. ------- - - - - - 6 - 06:00 08:20 EW 5838 Airbus 320
19 Abr. ------- - - 3 - - - - 17:35 19:55 EW 5838 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais               (+1) Dia seguinte

*Atualização 25 de Janeiro: os voos semanais anunciados para Munique foram retirados do sistema, e não deverão operar

21 comentários em “Eurowings abre Viena em Abril”

  1. Tal como previas Pete, creio que estes voos vão encaixar na operação global do Grupo Lufthansa no Porto pois já estão carreguados também com número de voo da Austrian Airlines (OS8907/8908).
    Gostaria de ver estes voos transitarem para W17.

    1. Sim, já é possível encontrar ligações via Viena com seguimento em voos Austrian ou com código OS, e combinar com a restante rede do grupo através de FRA/MUC/BRU/ZRH/GVA. Todos juntos movimentam para cima de 1.500 pax. em ligação por dia, portanto mesmo que só 1% acabe por ir via VIE nos dias em que opera, as ligações passam logo a valer 10% dos passageiros da rota, o que não é nada mau.

  2. Sou o único a achar que não faz qualquer sentido os voos com escala pela Lufthansa/Austrian não aparecerem quando se pesquisa no site da Eurowings?
    É que se pesquisar pelo site da Lufthansa já aparecem os voos da Eurowings, até indicam “operados por Air Berlin”.

    1. Com a Eurowings há sempre que lhes dar um desconto nos detalhes porque ainda é tudo muito recente, mas neste caso nem acho muito estranho. A Iberia e a BA fazem a mesma coisa com a Vueling, por exemplo.

  3. Atualização 17 Janeiro 2017

    Segundo o Amadeus, o voo de Munique não vai acontecer e o voo de Viena passa para bi-semanal com nova frequência às quartas:

    EW5838 VIE 17:35 19:55 OPO
    EW5839 OPO 20:35 00:45+ VIE

    Na minha opinião, não faz muito sentido o voo para Munique pela Eurowings fazendo esta parte do grupo Lufthansa! E havendo ainda concorrência pela Transavia!

    Vienna fica assim bem melhor servida.

    De momento no site da Eurowings ainda existe o voo para MUC e só um voo semanal para VIE.

    1. O que faz todo o sentido tendo em conta o número de voos que eles já tem para Munique.

      Já se sabe se sempre ficaram com os voos dos cruzeiros?

    2. Assim já começa a fazer mais algum sentido a rota!!!
      Tendo em conta que 2xw ainda não é muito, nada como esperar que a rota comece a correr bem para ter aumento no próximo ano.

      Os cruzeiros podem ser o empurrão necessário para tudo correr dentro de garantia.

    3. João, ainda continuam no amadeus os charters da Niki e da Austrian para os cruzeiros. Os dias de operação são diferentes, mas no caso dos voos da Niki, os horários até são os mesmos dos Eurowings. Por exemplo, em Maio:
      HG 2056 VIE 06:00 OPO 08:10 321 0 —4— 03:10 – – 20 Apr 08 Jun

      EW/AB 5838 VIE 06:00 OPO 08:20 320 0 —–6- 03:20 – – 08 Apr 28 Oct

      OS 2541 VIE 10:00 OPO 12:20 320 0 —-5– 03:20 – – 19 May 19 May

      EW/AB 5838 VIE 17:35 OPO 19:55 320 0 –3—- 03:20 – – 19 Apr 25 Oct

      De qualquer forma, existindo esses fluxos é normal que mais cedo ou mais tarde acabem por passar para voos regulares, sendo a Eurowings uma companhia bem posicionada para os captar.

    4. Viena é sem dúvida mais relevante para aposta que Munique. Munique deve ficar com a Lufthansa e Viena pode ser forte com estes senhores. Tudo no seu sitio.

      Espero que em breve Viena tenha frequências mais fortes!

    5. Já fica melhor assim com dois semanais,vamos torcer para que corra tudo bem! Para já são boas notícias

  4. Não sei porque mas não estou muito convencido. Estou feliz por termos uma rota nova,mas com apenas uma frequência semanal cheira-me que vai fracassar. Espero é que ao menos daqui a uns tempos a austrian veja o potencial para por aqui uma rota no Porto

    1. O problema é que esta fracassando provavelmente fará com que a Austria fique longe do aeroporto por uns bons tempos…

    2. Não acredito nisso por alguns motivos.

      Primeiro a Austrian pertence ao grupo Lufthansa,grupo esse que já tem tido muito sucesso no Porto,nomeadamente com a Lufthansa,Swiss,Brussels e a Eurowings. Só falta esta companhia do grupo voar para o Porto e acredito que o historial positivo seja favorável.

      Segundo,a rota para Praga tem funcionado bem,a Czech Airlines tem conseguido bons resultados e já vai aumentar a oferta. Isto num pais que tem um PIB per capita semelhante ao nosso.Agora imaginem na Austria que é um pais rico e os bilhetes não estão assim tão caros

      Terceiro, segundo a Anna.aero o trafego de passageiros indiretos Porto-Vienna é de 15 mil passageiros por ano,com estimativas que possam ser 20 mil(se estou a ler bem os dados)

      Por tudo isto,acho que a rota não vai fracassar,mas pode não começar tão bem como seria de esperar

    3. Este tipo de operações só com 1 voo semanal também não me convencem muito, principalmente numa rota que dava para meter logo 4 ou 5, mas em principio eles não estão malucos.

      As companhias do Grupo LH são lideres nos indiretos Porto-Viena (e vice-versa), e se este voo se incluir nessa oferta vai correr bem. Acresce que agora a TAP, que é o 2º maior operador no mercado, já não penaliza por trajecto, o que significa que dá sempre para combinar. Também pode ser que a Eurowings tenha conseguido o contrato dos cruzeiros, que lhes consegue encher o voo praticamente metade da temporada.

      Serv, 20.000 indirectos Porto-Viena tínhamos há 2 ou 3 anos, agora são mais. Mas depois, com o código OS dá para meter os de algumas outras ligações também, sem esquecer de somar mais uns quantos da Galiza.

    4. E será que havia frota para desde já implementar as 4 ou 5 frequências? Da ideia que estas novas frequências só aparecem por usarem aviões Air Berlin…
      Mas sendo eles líderes no mercado indirecto assim ainda vão cimentar mais a liderança no mercado. Por isso é de esperar o melhor!

    5. João, os aviões da Air Berlim obviamente vieram acelerar as coisas, mas não estamos a falar de 1 ou 2, estamos a falar de 40 entre a Eurowings e a Austrian. Disponibilidade têm de sobra.

    1. Não necessariamente. Há várias formas de chegar ao Porto atraves de aeroportos próximos além das escalas. Isto no caso de Viena.

      Já que em Munique deve partilhar código com a Lufthansa.

Os comentários estão fechados.