United chega ao Porto em 2018 com voo diário para Nova Iorque

UA_B

Porto e Nova Iorque, finalmente unidas com voo diário a partir do próximo ano. A United Airlines, uma das grandes companhias aéreas dos Estados Unidos e das maiores do mundo, anunciou hoje que o Porto passará a integrar a sua rede de destinos diretos a partir do hub de Newark. Os voos serão operados entre Maio e inícios de Outubro do próximo ano com equipamento Boeing 757-200 de 169 lugares, dos quais 16 em Executiva e 153 em Económica.

Voos diretos entre o Porto e Nova Iorque não são novidade, uma vez que a TAP já oferece há vários anos esta ligação. No entanto, essa oferta tem-se provado insuficiente para o que o mercado exige, principalmente no Verão, e é essa lacuna que a United procurará colmatar. Com uma oferta combinada de 9 voos semanais (7 da United + 2 da TAP), Newark passará a ser um hub realmente competitivo a partir do Porto, principalmente para os EUA e Canadá, mas também para o México, Caraíbas e parte da América do Sul.

Como parte da JV transatlântica A++ com o Grupo Lufthansa e a Air Canada, os novos voos da United serão facilmente compatíveis a nível tarifário com a oferta já existente via Frankfurt, Munique, Bruxelas e Viena, tornando ainda mais atractiva a oferta global para os passageiros. Como membro da Star Alliance, e à semelhança do que já acontece em Lisboa, é também de esperar que esta nova oferta da United se possa combinar com os voos diretos da TAP e que possa ainda ser alimentada pela rede da transportadora portuguesa a partir do Porto.

Juntamente com a superação da barreira dos 10 milhões de passageiros anuais, que deverá acontecer em Dezembro deste ano, esta ligação é dos sinais mais fortes de que o aeroporto do Porto está mesmo a entrar numa nova etapa. Já não se trata de discutir a liderança ou não no contexto regional, onde o AFSC já controla 2/3 do mercado, mas sim de se afirmar como um player ibérico e europeu a ter em conta e que possa discutir este tipo de ligações assim a procura o justifique.

UA_B752_N13113
Foto tirada por Len Schwartz
Porto – Nova Iorque Newark (United)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
05 Mai. 04 Out. 1 2 3 4 5 6 7 12:35 15:35 UA 145 Boeing 752
Nova Iorque Newark – Porto (United)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
04 Mai. 03 Out. 1 2 3 4 5 6 7 21:45 09:50 (+1) UA 144 Boeing 752

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais

 

27 comentários em “United chega ao Porto em 2018 com voo diário para Nova Iorque”

  1. Atualização 05 Julho 2018

    Só para informar que já se encontra aberto a reservas o voo da United para S2019 com data de inicio previsto para 30 Abril 2019 em B757-200 como este verão e horários semelhantes e uma vez mais diário.

    Na realidade não acrescenta praticamente nada de novo, na melhor das hipóteses, pode é deixar de ser sazonal, ou nos meses mais centrais passar a B767!

    1. Repetir a rota pode significar que não esta a correr muito mal, espero bem que sim.

  2. ATUALIZAÇÃO:

    “Newark – Porto 04MAY18 – 03OCT18 NEW 1 daily 757 service”.

    Passamos de B752 para B757

  3. O fraquinha parece estranho. Não tenho razões de queixa. Bem sei que pessoalmente tudo o que não seja TAL é bem melhor. Vamos é ver como vão ser as tarifas. O avião previsto não tem muitos lugares. Basta ver a capacidade da Transat para o Canadá.

    1. Para funcionar bem, as tarifas tem que ser altas, isso aí não há volta a dar. Para isso é que eles metem o voo direto, para captar esse passageiro e fazer mais dinheiro.

      Nesta altura ainda falta bastante tempo e é normal haverem preços mais baixos, mas isso não vai ser a norma.

    2. E se queremos que a rota seja anual terá sempre que começar por ser um avião pequeno.
      A TAP “sofre” de não ter nenhum com essas características por exemplo. Pois tem wide bodys para essa rota.
      Se calhar um avião mais pequeno será capaz de aguentar a rota todo o ano, veremos é se consegue roubar os passageiros a TAP…

  4. Muito boa noticia.
    É o começo de uma nova era do nosso AFSC.

    É um passo realmente importante ter uma companhia de bandeira americana a voar diariamente para o AFSC sendo um incremente incrivel na qualidade de voo para a America do Norte.

    Pena a United ser tão fraquinha a nivel de qualidade, mas é uma nova porta directa para os US.

    1. Para transatlânticos seria quase sempre uma companhia americana, e entre elas não há grandes diferenças.

      Mesmo que o serviço a bordo mesmo que seja teoricamente mais fraco que o de uma AF ou uma Swiss (na prática nem sempre são), os ganhos em tempo de viagem mais que compensam. No sentido Porto-Nova Iorque são 8h contra 10h15 do melhor tempo de ligação da TAP, 11h25 da Iberia ou 12h10 da Swiss…

    2. Disso não há dúvida alguma.
      É uma porta importantíssima como disse e uma grande vitória para o AFSC.

      Só acho é a United mesmo fraca, mas contra directos não há luta possível. A Ibéria nesta rota também é bem fraquinha. Na TAP por acaso nunca fiz, mas por norma também são fracos 🙂

      Espero que isto se venha a tornar anual.

  5. Mais uma cereja em cima do Bolo. Afinal o presidente da junta metropolitana do Porto tinha razão que vinham ai novidades bem fortes…. 1 já cá canta Esperemos peles próximas

  6. Passamos de 2 ligações semanais para 9!!!

    Mais de 4x o aumento de capacidade 😛

    Parabéns ao Aeroporto do Porto 😀 dá para chegar aos 12 milhões para o ano?

    1. É apenas uma opinião minha… Acho que este ano ainda não é o ano da Emirates,espero estar errado,mas não acredito muito.
      E tendo em conta que Austrian é do grupo lufthansa e é a única do grupo que ainda não opera no Porto é muito provavel que venha.
      A Nowergian no ano passado esteve quase a vir,houve até um anuncio. Portanto acredito que em 2018 vamos ter estas duas

    2. Serv, no fundo a Austrian é como se estivesse no Porto através da Eurowings, o que eles precisavam era de ter mais voos para Viena.

      A Emirates e a Norwegian, pelo contrário, são apenas uma questão de tempo.

  7. A primeira grande ligação aos EUA dificilmente se distanciaria disto. Nova Iorque é de longe o maior mercado, e a operação da United em Newark o hub mais funcional da cidade. O facto de fazer parte da Star Alliance, que é a aliança dominante no Porto, também ajuda. Agora é esperar que corra bem e possa operar durante um período o mais alargado possível.

    Curioso, ainda assim, que se tenha conseguido uma das grandes americanas com voo diário para EWR e ainda não haja sequer voos para Heathrow com a BA, que é a principal plataforma entre a Europa e os EUA…

    1. Bom eles acabaram com Heathrow por algum motivo foi. Esperemos que seja pra breve o seu retorno.

      Para já seria bom ver Nova York consolidada. Quem sabe no futuro não haverá para a Flórida ou Atlanta?

    2. Eles acabaram com Heathrow porque entre ter só 2 semanais lá ou 6 em Gatwick mais valia Gatwick. Mas Heathrow teve uma excelente resposta para a operação que era, numa altura em que o Porto tinha os seus 8MPA e a rota de Londres andava pelos 0.5M. Agora vamos para 0.8M na linha de Londres e 11/12MPA no total, sem falar nos pax em ligação. Não tem nada a ver

  8. Finalmente teremos Nova York através da United! Agora é só esperar outras ligações para além de Nova York, seria a cereja no topo do bolo

Os comentários estão fechados.