Germanwings chega ao Porto com voos para Düsseldorf

bar_4U

A Germanwings anunciou hoje a abertura de voos regulares entre o Porto e Düsseldorf, na Alemanha, a partir de Abril do próximo ano. A ligação terá 2 frequências semanais (apenas 1 em Abril), todas as 3ªf e Sábados, operadas por aviões Airbus 320 configurados com 174 lugares. Fica assim coberto mais um "buraco" nas ligações entre o Francisco Sá Carneiro e a Alemanha, mercado que movimentou nos últimos 12 meses 700.000 passageiros.

Düsseldorf encontra-se no coração de uma das áreas mais densamente povoadas da Europa, servindo 18 milhões de pessoas num raio de 100km. Era também o maior aeroporto alemão sem voos directos para o Porto, sendo que já existem voos regulares para os aeroportos vizinhos de Dortmund (73km) e Weeze (76km) com um combinado de 5 frequências semanais operadas pela Ryanair. É esta concorrência que motiva uma entrada cautelosa da companhia alemã nesta rota.

A Germanwings é o braço low-cost do Grupo Lufthansa para o mercado alemão, e tem no aeroporto de Düsseldorf a sua maior base e principal hub. A companhia tem vindo a crescer de forma acelerada nos últimos anos, fruto de várias decisões estratégicas, nomeadamente a passagem da Lufthansa para a Germanwings de todos os voos europeus com origem na Alemanha fora dos hubs de Frankfurt e Munique.

Airbus da Germanwings. Foto tirada por: Oliver Brunke
Airbus da Germanwings. Foto tirada por Oliver Brunke
Porto - Düsseldorf
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
04 Abr. ------- - - - - - 6 - 18:30 22:10 4U 9641 Airbus 32S
12 Mai. ------- - 2 - - - - - 13:50 17:30 4U 9641 Airbus 320
-
Düsseldorf - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
04 Abr. ------- - - - - - 6 - 16:10 17:50 4U 9640 Airbus 32S
12 Mai. ------- - 2 - - - - - 11:30 13:10 4U 9640 Airbus 320

14 comentários em “Germanwings chega ao Porto com voos para Düsseldorf”

  1. Têm alguma informação acerca de como está a correr esta rota? Sendo uma rota nova e depois do que aconteceu à Germanwings…

    1. Ainda é cedo, a rota nem um mês de operação tem, mas imagino que com o acidente toda a rede Germanwings deve ter sofrido muito. Com o passar do tempo, e com a transferência desta e doutras rotas para a Eurowings no inverno as coisas devem melhorar.

  2. Pete, o Voo de sábados de 04 a 25 Abril mantém A320 (operated by Eurowings) mas de 02 Maio a 24 Outubro passa para Airbus A319 com capacidade para 150 passageiros!
    Os voos de terça mantêm A320 (operated by Eurowings) nos moldes da tabela acima.

    1. Se não fosse pela Eurowings, até seria preferível que os voos fossem todos em A319 para trabalhar frequências. Ainda assim suponho que terão flexibilidade para trocar A320 por A319 e vice-versa dependendo do que for preciso.

  3. Segundo o OAG

    From: Porto, Portugal
    To: Duesseldorf International Airport, Germany
    Departing: Tuesday, July 07, 2015
    Flight: 4U 9641
    Airline: germanwings
    Operated by: Eurowings

    Segundo dizem por aí, parece que a Germanwings poderá ter os dias contados e a Eurowings tomar conta de todas as operações low cost, médio e longo curso!

    mais informações:

    http://www.airliners.net/aviation-forums/general_aviation/read.main/6245040/

    http://www.airliners.de/eurowings-langstrecke-billig-lufthansa/34306?utm_campaign=readmore&utm_medium=articlebox&utm_source=air

    1. o Importante e k venha….seja a Germanwings ou a Eurowings…..os padroes de qualidade devem ser os mesmos….por isso k venham e rápido….

    2. Sim… O importante é vir outra companhia,para competir com as companhias já existentes. E principalmente sempre existirão mais ligações a alemanha,mesmo que já exista a rota aumenta a frequencia.Acredito que a germanwings vai acabar por aumentar a oferta aqui. Pelo menos é isso que todas as low cost fazem aqui no AFSC

    3. Por acaso era uma coisa que eu tinha curiosidade de saber, mas depois não me lembrei de procurar. Mais uma vez, bem apanhado skiespassion.

      A vantagem de ser a Eurowings a operar é que terá uns custos mais baixos que a Germanwings, e tendo custos mais baixos fica mais fácil de rentabilizar a rota. Há também a vantagem de consolidar a imagem das low-cost Lufthansa numa só marca. Para o passageiro será a mesa coisa, só mudará a pintura exterior a seu tempo.

  4. Pete,esta companhia é expansionista como as restantes low cost em operação no Porto?Ou seja,será que no futuro,se tudo correr bem,poderá abrir outras rotas e quem sabe uma base?Ou é um caso parecido com o da Transavia?

    1. É uma companhia de frequências, mais que nada. Outras rotas, só para a Alemanha, mas antes de esta chegar a diário será difícil.

      Quanto a base, com a Germanwings é impossível, mas parece-me que estás a dar demasiado valor ao que representa uma base. O importante é que as companhias tenham presença.

    2. Esta companhia pode ser interessante para fazer ligações para a Escandinávia ou Leste, mas temos que esperar pelo aumento de frequências..

    3. Passar uma rota de 2 a 7 semanais é um aumento muito grande de capacidade. Além disso a Germanwings, sendo uma low-cost, tem uns custos operacionais bastante altos e precisa de um yield bastante mais alto do que uma easyJet ou uma Transavia.

Os comentários estão fechados.