Volotea regressa ao Porto em 2019, agora com voos para Bilbau

V7_B

A companhia espanhola Volotea anunciou a abertura de uma nova ligação direta entre o Porto e Bilbau. O arranque da operação está marcado para o dia 14 de Abril, estando programadas 2 frequências semanais (5ªf e Domingos) em equipamento Airbus 319 de 150 lugares.

Bilbao é uma necessidade antiga do aeroporto, mais concretamente desde o ano 2004, quando a então Portugália decidiu suspender a ligação direta. Desde essa altura, tem aumentado o número de passageiros que fazem a ligação com escala (uns 9.000 em 2017). Inclusivamente, autocarros bascos são visão comum nos parques de estacionamento de alguns hotéis do Porto. O perfil de passageiro potencial é assim um misto de negócios e lazer. Para estes últimos, os horários são ideais para escapadas de fim de semana. Já para os de negócios, o alargamento da cooperação entre a TAP e a Volotea a esta ligação, pode ajudar a suprir as baixas frequências com opções indiretas combináveis num único bilhete.

Esta nova ligação marca também o regresso da Volotea com operações regulares ao Porto, depois de uma passagem curta e com pouco sucesso pelo Francisco Sá Carneiro. Foi logo em 2012, ano em que a companhia iniciou operações, com uma ligação de 2 a 3 frequências semanais para Veneza. Os resultados foram, na altura, pobres, e a companhia abandonou a rota. Agora, com uma maior maturidade operacional e uma rota mais curta mas com grande potencial de passageiros, deseja-se que tenha vindo para ficar.

Esta novidade é mais uma a somar-se à forte correção em alta que o mercado está a fazer no mercado Porto-Espanha. Um movimento que teve inicio este ano, com a afirmação das ligações a Madrid e Barcelona, e que parece ter continuidade em 2019 com mais frequências para Madrid e novas rotas para Alicante, Bilbao e Sevilha. A perspectiva é que o mercado Porto-Espanha consiga fechar este ano com um crescimento a rondar os 25% relativamente ao ano passado, enquanto 2019 caminha a bons passos para um valor mais de 40% superior a 2017. Números muito animadores daquele que é o 3º principal mercado do aeroporto do Porto.

V7_EC-LPM_B717
Batismo de um Boeing 717 da Volotea em 2012, aquando da estreia no AFSC. Foto tirada por Fernando Lapa
Porto – Bilbau
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
14 Abr. – –– – – – – 4 – – 7 21:00 23:10 V7 3575 Airbus 319
Bilbau – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
14 Abr. – –– – – – – 4 – – 7 20:20 20:35 V7 3574 Airbus 319

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

10 comentários em “Volotea regressa ao Porto em 2019, agora com voos para Bilbau”

    1. A frota de B717 esta em fase out a ser trocada por A319 ceo em leasing portanto mesmo que venha a ser iniciada em B717 não será por muito tempo.

  1. Espero que corra bem.
    Depois do fracasso na 1ª passagem, espero que a Volotea, agora mais madura, e com uma rota bem mais curta, consiga estabelecer-se por cá.
    É bom ver mais um regresso, tanto da rota como da Volotea. É bom que consigam promover melhor Bilbao do que promoveram Veneza, caso contrário será difícil.

    1. A sorte com Bilbao é que também não precisa de grande promoção, ao contrário de Veneza que tem muito passageiro em pacote de agência de viagem. É mais a visibilidade da companhia, mas se tiver o codeshare da TAP acho que o problema fica resolvido sem grande esforço.

  2. Pequena correcção no texto, segundo o comunicado a rota vai pelo menos até ao final de S19, e não acaba em Setembro como estava escrito inicialmente.

  3. Finalmente! Há muito que se esperava esta rota e ainda bem que a Volotea volta a apostar no Porto! Espero que seja um bom presságio para o futuro!

    1. Concordo plenamente Serv! A Volotea seria uma companhia interessante para cobrir alguns espaços, e se o modelo de codeshare com a TAP for replicado como em Faro, podíamos ter algumas sinergias interessantes.

    1. Sim, dos mais importantes só Málaga, embora ache que há espaço para converter em regulares alguns destinos das Canárias e Almeria, bem como abrir Zaragoza.

Os comentários estão fechados.