Air Algerie testa Argel com escala em Lisboa

AH_B

A Air Algerie iniciou hoje a comercialização da sua nova ligação entre Argel e o Porto, via Lisboa, com inicio marcado para o dia 16 de Dezembro. A nova rota resulta do prolongamento da Argel-Lisboa, iniciada em 2014, e que passará a ser Argel-Lisboa-Porto a partir da próxima temporada de Inverno W16. Trata-se de uma operação com duas frequências semanais, às 2ªf e 6ªf, programadas com equipamento Boeing 737-800 de 162 lugares.

Argel é o principal destino indireto a partir do Porto para o Norte de África, em grande parte devido ao crescente apetite do tecido empresarial nacional na Argélia. Com as exportações de bens e serviços para aquele país a aumentarem 13% por ano (Dados: INE e Banco de Portugal, 2011-2015), e sabendo que grande parte desse volume é gerado por empresas localizadas no Norte e Centro de Portugal, o passo dado pela Air Algerie acaba por ser natural.

Quanto à escala em Lisboa, embora não seja ideal e aumente significativamente o tempo de viagem num trajeto tão curto, como ponto de partida não é assim tão negativa: permite desenvolver o mercado, tanto de passageiros como de carga, com a estabilidade que o baixo risco da operação para a companhia aérea garante.

Com Argel, o Porto ganha uma 2ª ligação direta regular ao continente africano e volta a ter na sua lista de destinos uma cidade do Norte de África, aproximadamente 5 anos depois das rotas de Casablanca e Marrakesh terem sido canceladas. Apesar da proximidade geográfica, a falta de voos regulares para o Magrebe é notória e uma das maiores falhas de cobertura do aeroporto do Porto. Pela forte procura e pela estabilidade da escala, Argel será um bom indicador para testar este mercado.

AH_B738_7T-VKF
Foto tirada por Hervé Champain
Porto - (Lisboa) - Argel
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Dez. - - - - - 1 - - - - - - 12:10 17:10 AH 3005 Boeing 738
16 Dez. - - - - - - - - - 5 - - 15:15 20:15 AH 3005 Boeing 738
Argel - (Lisboa) - Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
19 Dez. - - - - - 1 - - - - - - 08:10 11:10 AH 3004 Boeing 738
16 Dez. - - - - - - - - - 5 - - 11:05 14:15 AH 3004 Boeing 738

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

11 comentários em “Air Algerie testa Argel com escala em Lisboa”

    1. Finalmente!
      Que venha e com força.
      É uma rota interessante para negócios e poderá ser bem aproveitada.

    2. Interessante a notícia. E para que passe a rota direta sem escala a meta apresentada pela companhia até nem é muito ambiciosa.

      Mas será rentável com uma taxa de ocupação tão baixa???

      Esperemos que corra bem para que possa depois entrar Orã.

    3. A meta é baixa porque também não precisam de mais. No fundo, se os 30 pax pagarem os LIS-OPO-LIS já vale a pena porque assim vão se estabelecendo no mercado e ainda podem levar carga.

      Passando a direto claro que os números terão que ser outros, mas mesmo em Lisboa as ocupações sempre andaram pelos 50%.

  1. Argel diz-me muito pouco, nem nunca ouço ninguém falar sobre esta rota/destino.
    As pessoas vão mesmo para a Argélia? Aquilo não é perigoso, especialmente agora?

    1. As companhias que voavam para as duas cidades marroquinas era a Ryanair para marrakesh e para Casablanca qual companhia voava?

    2. Argélia esta forte na área de negócios, sendo uma rota que poderá ser interessante.
      Fica por saber o efeito desta “escala” em Lisboa nos passageiros que queiram viajar para norte, ate porque Lisboa-Porto de carro acaba por ser uma opção fácil.

      De referir que com os processos do aeroporto em Argel o tempo de viagem total acaba por ser bem longo!

      Casablanca (negócios + turismo) e Marrakech (turismo) parecem-me rotas com mais potencial, ate porque Argel não tem nada para turismo.

      De qualquer forma, fica-nos sempre bem ir atraindo cada vez mais companhias aéreas e destinos a sul.

    3. Até porque já la trabalhei (acabei por não ir) noutra vida, Argel é de onde compramos o Gás natural. Ora o dinheiro que para la mandamos por via disso implica muitos acordos comerciais de retorno desse dinheiro em troca de negócios, em particular na área de Construção civil que era a área onde trabalhava a época, e comprei muito bilhete para lá.

    4. Há muitos trabalhadores da região Norte em frequentes deslocações para a Argélia pois as obras do metro estão a ser levadas a cabo por empresas portuguesas.

Os comentários estão fechados.