Estatísticas 2022

201920212022Var. (% vs 2019)
Janeiro833.313199.460476.119-43%
Fevereiro803.78260.149619.744-23%
Março970.10496.524855.011-12%
Abril1.146.059168.5501.137.600-1%
Maio1.188.880299.3121.202.983+1%
Junho1.211.061443.3781.231.924+1%
Julho1.296.859661.0611.312.229+1%
Agosto1.349.804875.9671.367.145+1%
Setembro1.252.269797.9441.301.256+4%
Outubro1.180.773868.3841.261.824+7%
Novembro922.888720.195894.408-3%
Dezembro949.292650.439
Total13.105.0845.841.363
Rolling Year: 12.310.682
Previsão 2022: 12.500.000

12 Destinos Principais

Paris1.505.087511.700Funchal
Londres823.037414.862Luxemburgo
Madrid779.479348.554Frankfurt
Genebra608.491349.408Bruxelas
Lisboa597.672322.938Amesterdão
Barcelona571.389313.904Zurique

Histórico

199920002001200220032004
2.832.7222.731.637
2.682.511
2.573.7992.605.9462.944.134
200520062007200820092010
3.108.1863.402.8053.986.7484.535.8134.509.3505.283.361
201120122013201420152016
6.004.5896.055.0216.372.4706.932.8168.088.9079.378.392
201720182019 20202021
10.788.62811.941.21813.105.0844.432.963 5.841.363

77 opiniões sobre “Estatísticas 2022”

    1. Número interessante.
      Provavelmente em 2023 só teremos três meses com valores inferiores a um milhão.
      Apenas uma dúvida ainda que não seja este o separador indicado.
      Como vai ser na Portela quando for necessário asfaltar a pista?
      Tb vai demorar três anos???? Só para a província????

    1. João.
      Obrigado pela informação.
      A serem reais os dados disponibilizados pela “Voz da Galícia” teremos 970 000 passageiros em Dezembro.
      Não sendo brilhante poderá inverter a tendência negativa de Novembro, quando comparados com 2019.
      Poderá partilhar o link pois deve ter dados dos três aeroportos da Galiza?.
      Claro que os aeroportos da Galiza já não são grande “ameaça ” para o AFSC.
      Apenas pretendo perceber o recuo do AFSC em Novembro quando o tráfego dos aeroportos ANA terão crescido em Novembro quando até Outubro era top 3 no crescimento.

    2. Sim, 12.6M segundo anunciado pela Vinci, entre a previsão original e a previsão revista, não andamos longe. Quase 1M de passageiros em Dezembro, o que é excelente.

      Luis, Novembro teve uma ligeira quebra na oferta de lugares relativamente a 2019, daí a redução era expectável, mas é caso isolado, a tendência é de crescimento. Sobre os aeroportos da Galiza está aí o link, mas os números agregados são algo enganadores, porque o tráfego é principalmente doméstico. A nível internacional estão uns 30 anos atrás do Porto ainda.

  1. O tráfego dos aeroportos ANA cresceu em Novembro 3/ comparativamente a igual mês de 2019.
    O anual está negativo em 6,4/.
    Provavelmente teremos valor interessante no AFSC

    1. O Pedro tinha razão.
      Número decepcionante e que inverteu a tendência.
      A ver o que vai trazer Dezembro

  2. Os números são mesmo bons.
    Novos destinos previstos para 2023.
    Que continue assim para muito mais tempo.

    Pode ser casual, mas tinha noção que a porta 33 estava reservada preferencialmente para LH.

    Hoje a noite o meu voo TP para Paris embarca na 33 e o LH vai ser na 31, +/- no mesmo horário.
    A TP que não se queixe do tratamento prestado….

    Penso que não há lugares cativos nas mangas, mas é engraçado.

    Boas festas para todos. E Boas Viagens tambem

    1. São bons sim senhor, finalmente as ocupações começam a estar em linha com os aumentos de ocupação que era o que estava a faltar para termos normalidade total.

      Para 2023 diria que podemos começar a apontar aos 14 milhões, mas para a frente continuamos a não saber nada de como se vai aumentar a capacidade do terminal, e sem saber se a Câmara vai realmente avançar com a limitação ao nº de novas camas na cidade. Qualquer dos dois problemas vai causar entraves a aumentos futuros.

    2. Há planos de ampliação que estavam previstos.
      E se não for organizado atempadamente. A plateforma ficará mais complicado.
      Enquanto à limitações de camas, a câmara do Porto está arrependida da movida nas Galerias de Paris e afins… está o Porto à perder população….
      O que poderá limitar o número de passageiros num futuro à mais longo prazo (daqui por dez anos no .ini.o)
      Será por razões ecológicas a redução do numero de vôos entre outras coisas.

      De resto alguem sabe indicar-me o tempo entre dois aviões à aterrar seguidamente. E um vôo intercalar para descolar.
      Voo para Paris hoje à noite. Descolagem Norte/Sul via o taxiway extenso. So fomos á pista depois do Baltic pousar. E ainda estivemos parado algum tempo na pista à aguardar ordem de partida.
      Só que atrás de nós estava já a chegar outro voo.
      Imagino que há margem para este tipo de manobras e está tudo controlado.
      Mas prefiro perguntar.

    3. Já aquando do prolongamento do taxiway se sabia que os antigos planos tinham sido arrumados, em troca a Vinci só tem falado em pequenos remendos. Nestas coisas convém lembrar que a Vinci é só o concessionário, a infraestrutura continua a ser pública.

      O que a Câmara disse recentemente foi, resumidamente, que em vez de mais turistas queria turistas mais ricos. Acho otimo que se tente aumentar o rendimento do turismo, mas fazer essa mudança à custa de limitar a oferta de camas, para lá de me parecer uma má estratégia, terá inevitavelmente consequências no crescimento do aeroporto. Convém lembrar que mais ou menos 2/3 dos passageiros do aeroporto são inbound. A questão da população, preços das casas, ambiente… culpar o turismo por isso é uma forma de desculpar má gestão desses dossiers. Eu percebo que se tente fazer, mas não cola.

    4. Essa gente que prega isso é toda hipócrita, andam com chauffer e de jato privado pra todo o lado.

    1. Excelente número.
      A atual previsão vai ser ultrapassada e não vai ficar muito longe da previsão inicial.

    2. Tb ultrapassa Junho o que será inédito.
      Claro que está ligado ao desconfinamento que esperemos não seja revertido

  3. Em Outubro 2022 o tráfego nos aeroportos ANA terá registado crescimento de 3,8/.
    Alguém já tem ideia do movimento no AFSC?

  4. Excelente número para Setembro.
    Praticamente igual a Julho o que é inédito.
    Londres a progredir e eventualmente a acompanhar oferta e respetivas ligações..
    Começa a ficar claro quais os Hub’s que servem o Porto.
    Frankfurt tem de ser incluído pois não é destino de férias e de emigração

    1. Bom desempenho e melhor do que 2019.
      E ainda faltam companhias que ainda voavam para aqui em 2019…
      LH serve dois hubs deles desde o Porto (Frankfurt e Munique). Muitos passageiros em transito para a Asia devem transitar por lá.

    2. A nível de hubs europeus diria que estamos bem servidos, alguns ajustes aqui e alí seriam bons, mas acho que estamos bem. De qualquer forma os hubs são uma parte pequena do tráfego do aeroporto, o grosso são passageiros diretos.

      Nelo, a Ásia tradicionalmente é o mercado mais fraco a partir do Porto, agora mais ainda. Repara, a China, que era o nosso principal mercado asiático, continua fechada, o Japão só abriu há umas semanas… não é por acaso que a Emirates não regressou ou que a Lufthansa mudou os horários do 2º diário de Munique, que antes estava para servir os voos asiáticos e agora serve voos europeus e da América do Norte.

    3. Certo Nelo.
      Aliás Istambul sendo ponto de escala tem algum turismo bem como Munique sendo igualmente excelentes destinos para fins de semana prolongados.

    4. Bons esclarecimentos, obrigado.
      E que continuemos assim. É bom sinal.
      E a Emirates irá voltar no seu tempo… Alias na porta B, as partidas ainda aparece lá o nome da companhia. lol.
      Como uma obra bem pensada há muitos anos e com a qual não adaram à empatar na capital está a conseguir responder aos seus desafios. Grande visão teve quem pensou o projecto do novo AFSC.
      Duvido que estudos de mwrcado fizessem simulações para uma movimentação tão importante

    5. A obra foi bem pesada à altura e hoje beneficiamos disso, um dos poucos bons exemplos de grandes obras públicas no país.

      Infelizmente, no momento de fazer ajustes, o pensamento tem seguido a linha dos remendos da Portela, tudo muito básico e de remendos mínimos…

    6. Infelizmente esse planeamento morreu.
      O AFSC neste momento já não tem muito por onde crescer, os niveis de serviço vão continuar a piorar, as filas de embarque e emigração vão continuar a crescer e infelizmente não se vê qualquer sinal de melhorias proximas.

  5. Pedro, Sky, Allure e todos os outros.
    Percebi bem os dados revelados pela Vinci?
    No terceiro trimestre de 2022.
    Funchal mais 31/
    Açores mais 11/
    Porto mais 2,,9/
    Lx e Faro negativo.
    Tudo comparando o tráfego do 3 trimestre de 2022 com igual período de 2019.

    1. E em termos anuais comparando 2019 com 2022.
      Funchal mais 17/
      Açores mais 1,2/
      Porto menos 5,5/
      Lx e Faro ainda valores inferiores

    2. Com 3980000 passageiros no 3 trimestre deve equivaler aproximadamente a 1 300 000 passageiros em Setembro

    1. Melhor mês de sempre do aeroporto, em linha com o aumento de capacidade. Nos últimos 12 meses passamos a barreira dos 11 milhões, e parece-me que em Outubro serão passados os 12M. Considerando os últimos 4 meses de 2019 em vez de 2021, estamos com 12.5M, alinhado com a previsão que temos para o final deste ano.

    2. Simplesmente grandioso ! Parabens ! 4 meses seguidos à bater 2019.

      A0 vencer desde 1945 !

  6. Será impressão minha ou depois do frenesim das ferias ja se faz notar um afrouxamento no numero de passageiros…
    Há duas semanas regressava de Orly via Lisboa. E o A321 neo… meio vazio. Uma familia de 4 à frente. Eu na fila 8. E o resto lá atrás… Ainda bem que tinham regressado de Lisbao cheios…

    Com a crise e os orçamentos que não esticam. Cheira me que vai haver um abrandamento…

    Veremos.

    1. Setembro é sempre mais fraco que Agosto, nada de anormal. Mas repara como vieste de Paris via Lisboa, imagino que o preço seria mais simpático que o voo direto, o que já diz alguma coisa sobre a procura.

    2. É verdade Pedro. Tens razão e não sei como rentabilizam um vôo desses. De qualquer modo o aparelho tinha de voltar. E foi melhor que voltar vazio…
      Havia sempre a possibilidade de cancelar o vôo e o avião ficava em Paris por uma rotação…
      Só mostra mais que é difícil endireitar a TAP. É salva quem puder se conseguir privatizar antes qje rebenta e que fique com as mãos à abanar…
      Um destino à la Alitalia?. E uma nova empresa mais pequena.
      Que não seja a IAG se não o hub lisboeta ficava resolvido e mais delgado.
      Se fôr AF poderá permitir o reforço da base da Transavia (que ficou suspensa na altura pelos sindicatos francious…)

    3. Um voo pontual também não é representativo a essa escala, mas no caso da TAP a empresa nunca fez dinheiro e não é exatamente um exemplo a seguir.

    4. Não sinto isso.
      Tenho viajado com frequencia este mês e todos os voos de/para o Porto estão com ocupações altissimas. Bem superiores a todas as rotas de ligação seguinte que tenho feito.

  7. Segundo relatório da Vinci os aeroportos portugueses estão com tráfego acumulado até Julho 2,8/ abaixo do mesmo período de 2019.
    Não consegui ver dados do AFSC mas devem ser positivos

    1. O Porto também está abaixo face a 2019. Os primeiros 3 meses do ano ainda foram bem abaixo dos resultados de 2019. Até junho são quase 600mil pax de diferença. Que certamente não serão recuperados em Julho.

    2. Luis, os -2,8% comparativamente a 2019 é só para Julho, e aí sim, o Porto é o único aeroporto do continente que está com números positivos.

      No acumulado do primeiro semestre são -13% no total dos aeroportos portugueses e -10% no Porto.

    1. Acho que os meses de Verão vão ser muito em linha com o que se tinha em 2019, sendo completamente impossível atingir 13M pax. 12,5M será muito mais realista. Estamos com menos 630.000 pax nos primeiros 6 meses do ano, comparativamente a 2019.

    2. Nuno, a questão dos cancelamentos é mais em Lisboa, no Porto agora em Julho até estamos com mais lugares do que estavam previstos. O problema é que as ocupações ainda não estão ao nível que estavam, se estivessem teríamos crescido 5% em Julho.

      Diogo, certo, assim começa um bocado a sair da previsão, mas nem tanto como parece. E entre 12.5 e 13M, para uma previsão feita no primeiro trimestre deste ano, apesar de tudo atípico, acho que não está nada mau.

    3. É verdade Pedro. Uma boa previsão. Ainda assim, talvez por causa das ocupações e de alguns cancelamentos (Easyjet, Transavia e agora a Lufthansa) não terem sido na totalidade compensados, alguns imprevistos, por exemplo, como a Finnair cancelar voos para Agosto, Setembro e Outubro, Kiev por causa da guerra, etc penso que os 12M e pouco serão mais realistas. Ainda assim, para um ano atípico, mais de 12M é bom

    4. Mas lá está, mesmo com os cancelamentos o saldo em nº de lugares é positivo. Pensa que noutras rotas há reforços e aviões maiores. Mesmo no caso dos cancelamentos, muitas vezes os passageiros são recolocados noutros voos no dia seguinte ou noutro voo do dia. O problema é que as ocupações, sendo boas, ainda estão uns furos abaixo de 2019.

    5. Pedro.
      Vi com algum cuidado o top 12.
      Estranho o movimento com Frankfurt.
      Bem sei que agora tem a “concorrência” de Munique, para além de Instanbul, Londres, Amsterdão e Paris mas o número de passageiros é fracote.
      Qual a sua opinião sobre isto?
      Já agora como está a ocupação de Munique?

    6. A perda de passageiros de Frankfurt vem da mudança da Ryanair de voo diário para FRA para 2 semanais em HHN, não é que os voos da Lufthansa estejam a fraquejar, pelo contrário. Sem a Ryanair a “incomodar”, a LH absorve o ponto-a-ponto (estimulado pela Ryanair) para FRA, sobrando menos lugares para ligações. Com essa procura, eles conseguem reforçar confortavelmente MUC com o NST e aumentar ZRH, que são dois destinos mais fortes a partir do Porto e que permitem melhores ganhos em ligações que um 4º diário para FRA.

      Os últimos dados que saíram foram de Abril, tivemos 93% para FRA (90% em Abr. 2019), 91% para HHN (não estava em 2019) e 92% para MUC (82% em Abr. 2019).

    1. Bom resultado. Muito bom. Ainda assim será muito difícil atingir os 13M. E os cancelamentos verificados, principlamente da Easyjet, não irão ertamente ajudar!

    2. Estava à espera de um bocado mais, em ocupação média pensei que poderíamos já estar nos 85% mas ainda não. Ainda assim, o único aeroporto em Portugal continental a apresentar números positivos, tanto Lisboa como Faro ficaram por -8%.

    1. É sem qualquer dúvida um excelente número mas revela situação preocupante e não encontro explicação.
      Viajei e Abril de 2019, também em Agosto de 2019.
      Em ambas as situações não vivi o que passei em Abril deste ano conforme relatei em outro separador.
      Outros relataram outras situações inaceitáveis.
      Se com 1139000 foi o que foi este ano, quando forem atingidos os números de Ago/2019 como vai ser?
      Notar que em Abril do corrente ano já não existiam limitações Covid apenas máscaras nos aviões.
      Isto tem de ter história mal contada.

    2. Luis este ano temos horas de ponta que são mais movimentadas do que tinhamos em 2019, daí que muitas vezes mesmo com os controlos de segurança todos a funcionar as filas chegam até à porta do terminal.

  8. Temos dados completos por rota até Março deste ano. A nível de ocupações já começamos a ver os números habituais, em muitos casos acima dos 85% e em algumas acima dos 90%. Veremos como sai Abril, mas estamos em linha com a previsão dos 13M este ano.

    Paris, entre o 2º trimestre do ano passado e o 1º deste já voltou a passar a barreira do milhão de passageiros, e se tudo correr bem, vai ficar muito próxima dos 2 milhões este ano.

    Londres, assim saiam os dados de Maio, provavelmente vai passar Genebra como 2º maior destino, mas a nível de ocupações ainda não está totalmente recuperada (80% em Abril). A ver.

    Para Madrid temos dados actualizados até Maio, e é agora o 3º principal destino peninsular a partir da capital espanhola, depois de Barcelona e Lisboa. A manter-se assim, ganha força a necessidade do NST da Iberia.

    No resto do top 10, bons números em geral. Lisboa é a única que continua algo fraca (<70% ocupação) e acabará por ser passada definitivamente pelo Funchal como principal rota doméstica.

    1. Excelente trabalho Pedro, como sempre.
      Breves comentários.
      A TAL deve ganhar muito dinheiro nos voos para o Porto. Ocupação inferior a 70/. Brilhante. Já nem vale a pena explicar a esses srs
      O número de passageiros do Porto de e para Barcelona tb está no top 5 dos voos na península Ibérica do aeroporto de Barcelona?.
      Esperemos que os números melhorem um pouco com Londres.
      O. Reforço da BA é recente. Tem de consolidar.
      Sim o MST da Ibéria faz falta

    2. Obrigado Luis. Em Barcelona não voltamos ao top 5 por pouco, apesar de estar uns furos abaixo do que tínhamos em 2019. O NST da BA só começou em Maio, mas ainda não temos esses dados, só até Abril. O mesmo para o NST da LH para Munique.

    3. Pedro.
      Será interessante ler notícia do Jornal Econômico em que refere que a TAL poderá entrar amanhã em incumprimento.
      Este separador pode não ser o indicado mas não encontrei outro mais adequado.
      Na prática, mais garantias de todos os Portugueses para alimentar os luxos de LX.

    4. O título é um bocado exagerado. O que eles querem é que o Estado continue a garantir a dívida da empresa, o que com este Governo nunca esteve em causa. Nada de novo.

    1. Já sairam sim, está no comentário mesmo abaixo do Vince. Já está actualizado na tabela também.

    1. Com os níveis de oferta e procura que estamos a ver, acho que é possível 12 – 13M, sempre dependendo de que não haja nenhum retrocesso a nível de restrições.

    2. Parece-me completamente irrealista 13 Milhões, isso foi o que conseguimos no melhor ano de sempre:2019. E no primeiro trimestre deste ano estamos muito, mas mesmo muito, longe dos valores que conseguimos no primeiro trimestre de 2019. Teriamos que ter valores acima de 1 milhão todos os meses,, bem como meses de verão com 1,5 milhões.. Não me parece

    3. O primeiro trimestre está fraco, mas agora no Verão há um aumento significativo. Além disso, a substituição da TAP por outras companhias geralmente traduz-se em ocupações mais altas, o que ajuda a puxar os números para cima.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.