Verão IATA 2022 (S22)

124 opiniões sobre “Verão IATA 2022 (S22)”

  1. Ryanair entra na Madeira a partir do próximo Verão IATA.
    Mais informações serão prestadas amanhã aquando o anúncio da base operacional da companhia.
    Tenho em crer que serão baseados dois aviões.

    1. JF, é possível verificar se existem slots pedidos de algum aeroporto britânico para o Porto? East Midlands ou Glasgow, por exemplo?
      Pode ser que anunciem tb o Verao 22 para os restantes aeroportos nacionais, em Lisboa já tem no minimo mais 3 aviões para colocarem diz se que a TAP perdeu 12 slots por lá.
      Mas o que me interessa é o Porto, espero que tenhamos algum aumento de rotas e/ou frequências

    2. Espero que os Açores não levem por tabela. A Ryanair sempre promete mais um avião para PDL, mas até agora nada. A entrada na Madeira é mais do que natural e apenas peca por ser tardia..

    3. Nem segundo avião para Ponta Delgada nem lançamento de base sazonal para a Terceira. O que estava previsto para o Verão IATA 2019, apenas o reforço da rota Lisboa-Terceira acabou por acontecer.

    4. Amanhã, às 11h30, o mistério fica desfeito
      Conferência de imprensa agendada a essa hora na Madeira

    5. Era ótimo que fizessem Porto – Funchal. Estou convencido que sim. E também Funchal-Lisboa e Funchal-Faro. A TAL ou desce os preços ou desaparece….

    6. Ora pois bem

      Until 29mar22

      FR366 OPO 0915 1120 FNC 123456_
      FR365 FNC 0645 0850 OPO 123456_

      FR366 OPO 1930 2135 FNC ______7
      FR365 FNC 1700 1905 OPO ______7

      Como podemos perceber na rota OPO serão utilizados aviões da base FNC enquanto para LIS serão utilizados da base de LIS.
      Seria a oportunidade de abrir FNC FAO mas tal, infelizmente, não se concretizou…

  2. Pela primeira, teremos pernoita de uma aparelho da Azores Airlines no AFSC.
    Segue a programação detalhada da companhia para o pico do verão 2022:

    PDL – 14x
    TER – 2x

    Esta será a maior operação de sempre. Estou correcto?

    1. Pernoita de 6ªf para Sábado entre Junho e Outubro, a confirmar-se seria excelente. Como está agora seria a maior de sempre sim.

    1. Excelente sinal.
      Voltamos a ter opções de voos para a Europa.
      Com os reforços para, entre outros, AMS, Paris, Londres, Madrid e Istambul o Hub da Portela que não se preocupe com o AFSC

    2. Mais uma das que a Ryanair tinha subaproveitadas, se fosse em circunstâncias normais provavelmente conseguia chegar ao diário.

    1. Sim, foram atribuídos 2 diários no total (9-10xw para LHR e 4-5xw para LGW), e foi pedido um 3º que está pendente.

  3. Saiu a primeira lista de slots.

    Deixo os meus destaques:
    A Azul e a Air Canada pediram slots. Poucos mas pediram.
    Vária companhias de bandeira aumentaram significativamente os seus pedidos, como a LH (para 6 diários, salvo erro), a Air France, a British Airways e a KLM.
    Slots pedidos pela Smartwings, companhia checa com subsidiárias na Hungria e na Polónia.

    1. À primeira vista, num campo completamente especulativo, poderá ser de interesse o NTS para CDG e para MUC
      Para além disso, o regresso da TAAG também seria importante (embora difícil).
      Tal como referiu o SID, a FR na Madeira poderá incrementar o crescimento neste mercado tão procurado este ano pois calculo que estaremos, por natureza, na operação a partir de FNC, a acontecer

    2. Desde que a NAV ficou com a gestão dos slots as listas saem muito mais rápido que quando estava nas mãos da ANA.

      De resto é o esperado, tudo pede slots a mais. Para dar uma ideia, a serem todos utilizados haveria um aumento superior a 60% no nº de movimentos comparativamente a S19.

      PMF, o NST da AF e o 2º da LH (ou o 1º da LX) obviamente seriam muito importantes e tem vindo a aparecer nas listas, mas até agora ainda não se concretizaram. No caso da AF, espero que com a consolidação do 3º diário da KLM e a chegada dos A223 à AF o voo possa finalmente avançar. Nessa linha o normal seria caminhar para uma equivalência ao que existe em Lisboa, acrescentando o NST da IB que também faz falta. A TAAG regressa assim o governo angolano queira, não estou muito preocupado.

    3. Olá, Ryanair irá mesmo entrar na Madeira? Já há confirmação? Que rotas possíveis irá ter o aeroporto da Madeira, para além das domésticas? E com que frequências?

    4. Não há confirmação absolutamente nenhuma. A companhia pediu slots, isto é, pediu faixas de tempo para aterrar e descolar. Neste momento, isso não é garantia de absolutamente nada (até porque nesta fase ainda não é preciso pagar os ditos slots) e existem inúmeros casos de situações que não em nada. De qualquer forma, o que se sabe é que pediu slots para cerca de 9 voos por dia.

      Quanto a rotas, sem qualquer inside info, diria que Porto e Lisboa estão no topo da lista. Espetar mais uma facada na TAP deve deixar o MOL com pele de galinha.

    5. Voltando aos slots da Madeira, a ryanair pediu para voar, pelo menos, para Stansted e Manchester.

  4. A Finnair hoje alterou (recarregou) os voos para o Porto para S22, passando a voo noturno e mantendo os 2 voos semanais!

    AY1687 21:30 HEL OPO 23:55 __3__6_ 30/03/22 22/10/22
    AY1688 00:50 OPO HEL 07:10 ___4__7 31/03/22 23/10/22

  5. Air Transat carregou um 3º voo semanal (A330) para Toronto entre 11/06/22 e 29/10/22.
    Até 0/06/22 temos 2 voos semanais em A321
    A partir de 09/06/22 os 3 voos serão operados em A330.

    Para Montreal temos:
    1 voo semanal em A321 de 06/05/22 a 20/05/22
    2 voos semanais em A321 de 22/05/22 a 30/10/22

    1. Muito bom, programação a nível pré-pandemia. Boa noticia também a mudança de horários da Finnair e a expansão do período de operação, é uma rota que precisamos seja um bom exemplo.

    2. Muito bem José Freire.
      Era a questão que queria colocar.
      32 ou 24 movimentos hora???

  6. Sou leigo no assunto, mas não percebo como abrem Billund antes de Estocolmo ou mesmo Oslo… Não será muito mais arriscado Billund? Há 14 anos, com uns 5M no OPO abriram Estocolmo, agora com 12M (esquecer pandemia) ninguém entra na rota… E temos Helsínquia, provavelmente a capital nórdica menos cobiçada…

    1. As rotas não são abertas só pôr causa do Porto como emissor de passageiros.
      E além disso existem também interesses das próprias bases a mistura, como as condições para as companhias aéreas como as taxas, etc.
      Além disso tens também os tempos de viagem.
      Lisboa – Billund são 3h30min (Ryanair) e Lisboa – Estocolmo já são 4h25min (TAP).
      Do Porto que fossem menos 20 minutos em cada rota não deixava de ser quase uma hora de diferença do voo em si é isso representa mais risco para as low cost que regra geral não ultrapassam muito a barreira das 3 hora

    2. Carlos, em teoria Estocolmo e Oslo tem um mercado potencial maior que Billund, mas são destinos mais longos e onde a Ryanair ainda está muito “verde”. Depois há outros factores que entram mas resumidamente que não existam voos para Estocolmo não significa que não possam haver voos para Billund ou outros destinos semelhantes.

    3. relativamente aos movimentos, concordamos que nas horas de ponta e principalmente no Verão, 4 tapetes para as malas são insuficientes dado o fluxo de passageiros, não poderá ser um problema de logística, daí no S22 só haverem 24x em vez dos propalados 32x?

    4. Nem é só os tapetes, é toda o sistema de tratamento de malas que está sub-dimensionado. Os níveis de serviço relacionados com as malas já antes da pandemia estavam no vermelho. Mas isso é capacidade do terminal, que é independente da capacidade da pista.

    5. Muito bem Pedro.
      Não são só os tapetes e tudo resto…
      Bem dito
      Mas não estávamos habituados a ter gestão de excelência?
      As obras, pese a excessiva delonga, estarão concluídas.
      A gestão do AFSC não saberia que teria de receber o número de passageiros, e respectivas bagagens para o controlo dos mesmos associados a mais de trinta voos por hora seja em partida seja nas chegadas???

    6. Não é que seja segredo, é estratégia: adiar investimentos de capital o máximo possível e esticar a infraestructura. Interesse legítimo da concessionária.

      As outras partes pouco interessadas estão. Do regulador ainda não vimos nenhuma multa por incumprimento de níveis de serviço, e o dono da infraestrutura só prevê fundos para Lisboa até 2030.

    1. Verdade. Acho que andam a mexer em rotas para o Verão! Gran Canaria regressa ao que parece (acho que não estava programado)

    2. Digamos que é uma rota “estranha”, neste momento há +/-3200 emigrantes portugueses na Dinamarca, quando há 10 anos atrás eram +/-1200, fora o endinheirado povo dinamarquês sempre um bom mercado. Billund é a cidade da LEGO. Definitivamente falta-nos Estocolmo, Oslo.

    3. Boa noticia! Billund é destino em Lisboa há bastante tempo, e mesmo para Espanha tem bastantes voos, vai ser para turismo no sentido Dinamarca – Porto essencialmente, tal como Copenhaga.

      Z, com 3200 emigrantes, mesmo que estivessem todos em Billund, não dava para justificar uma rota destas. A nível de emigração diria que já está quase tudo coberto a nível de destinos.

    4. Andam a lançar a operação de verão na Escandinávia. também anunciaram várias rotas de Estocolmo (nada para aqui).

    5. peço desculpa por Helsinquia, não tinha a certeza se tinham operado neste Verão. A Ryanair vai abrir 10 novas bases no próximo Verão, por agora já anunciaram, Veneza Marco Pollo, Estocolmo, Riga e Billund (neste caso com rota para o Porto).
      Será possivel acrescentarem mais 1/2 aviões na base do Porto? com a renovação da pista, dos 20 para os 32 movimentos/hora (apesar de só aparecerem 24m/h no site da ANA), há espaços horários para isso suceder??

    6. A pista já estava esgotada. Se ainda havia espaço para crescer em horas mais mortas, havia muitas faixas horários completamente esgotadas, situação que era um significativo garrote ao crescimento de bases (nenhuma lowcost vai ficar à espera das 10 da manhã para por o avião a voar…). Assim sendo, passa a haver condições para reforços de bases e/ou nightstops. A Easyjet já se antecipou. Resta saber se a Ryanair está interessada nisso e se tem aviões para isso. Se a TAP libertar os slots que nunca mais vai usar, as coisas também ficam mais propícias ao aparecimento de novos aviões baseados.

    7. Em princípio seria possível ter mais aviões baseados ou NSTs. Quantos vai depender se as excepções às regras de uso de slots vão continuar ou não. Neste momento, olhando para os primeiros slots para S22, há uma melhoria, mas algumas limitações em horas ponta mantém-se:

      De qualquer forma a Ryanair tem tantas bases que o ter mais ou menos aviões no Porto importa principalmente pelos voos à primeira / última hora e com os postos de trabalho que são criados. No caso da easyJet é que acaba por ser mais importante por ter poucas bases, e mais aviões é a única forma de crescer fora dos corredores principais.

    8. Parece que o grande problema, são as inúmeros Slots atribuídas à TAP, cuja expectativa, é não serem utilizadas !.

    9. Sim, para S22 o limite é 24 mov/h para a temporada toda. A razão para ser assim é que ainda não consegui saber, mas tecnicamente o desenho é para 32.

      José, não é só os da TAP, outras companhias também tem segurado slots graças às excepções.

    10. Não era suposto, com o novo Taxiway, os movimentos passarem para 32 mov/hora ?!. Então porque é que só estão a ser considerados 24 mov/hora ???.

    1. Na verdade, existe o reforço para a Terceira. De 2021 para 2022, aumentam 1x semanal.

    2. Olá Pedro, na verdade o aumento para a Terceira já está em curso neste Inverno IATA. A Azores faz o voo às quintas e aos domingos. Fiz estes voos na semana passada. Por curiosidade ambos em A321 neo e ambos com ocupações boas, superiores a 80%.

    3. Consta que sim. As ocupações têm correspondido.
      A rota de Lisboa também. Ainda que no caso desta última, os horários foram alocados precisamente à medida da procura. No próximo verão, tudo indica que a Azores Airlines terá 9 voos semanais para a ilha a partir de Lisboa. Um aumento considerável.

    4. Pedro Sarmento, a Azores hoje carregou mais voos!

      Ponta Delgada:
      11xw 01/04/2022 a 31/05/2022
      14xw 01/06/2022 a 30/09/2022
      11xw 01/10/2022 a 29/10/2022

      Terceira mantém os 2xw

    1. Gostava de ver o artigo todo, mas provavelmente será o habitual, houveram contactos e os jornalistas interpretam, ou é lhes dito, que vão haver voos. Ficaria muito surpreendido com Murcia sinceramente, só se eles pagarem para diversificar do RU / Irlanda, mas mesmo assim teriam mercados emissores muito mais interessantes.

  7. Nova companhia, novo destino!

    Blue Air announces 5 new direct routes from Bucharest to Zaragoza, Bilbao, Seville, Porto, and Olbia, 2 new direct routes from Cluj-Napoca to Malaga and Valencia and 3 new direct routes from Iasi to Mykonos, Zakynthos and Heraklion under Summer 2022 season. All routes will be served by Boeing 737-800 jet with 189 seats.

    As of April, Blue Air will offer:

    Weekly flight from Bucharest to Porto (Portugal), expanding the service from June to two weekly flights

    in:https://www.aviation24.be/airlines/blue-air/blue-air-expands-service-from-bucharest-cluj-napoca-and-iasi-with-10-new-direct-routes-effective-summer-2022/

    1. Fantástico

      A partir de 16abr

      OB1057 OTP 1910 2145 OPO _____6_
      OB1058 OPO 2235 0500 OTP _____6_

      A partir de 21jun

      OB1057 OTP 1910 2145 OPO _2___6_
      OB1058 OPO 2235 0500 OTP _2___6_

    2. Excelente noticia! Não esperava que tivéssemos Bucareste nesta altura e neste contexto. O único problema que vejo à Blue Air é que lhe está a custar ter escala e tem poucos recursos financeiros para uma expansão destas. Tem é a vantagem de fazer ligações em Bucareste, o que ajudaria a estimular outros mercados na Roménia.

    3. Excelente notícia! Falta agora o regresso da CSA para Praga e o Leste começa a ficar muito bem servido desde o Porto

    4. Falta Praga claramente, embora não acredite no regresso da CSA. Felizmente tanto a easyJet como a Ryanair tem vindo a crescer lá, e eventualmente poderiam recuperar a rota.

    5. Praga é de facto uma necessidade.
      Para além de tudo é uma porta de entrada para os três países de leste mais “visitados”: Praga, Viena e Budapeste

  8. Entretanto a Associação Comercial do Porto pede a extinção da TAL:

    https://executivedigest.sapo.pt/associacao-comercial-do-porto-indignada-com-christine-ourmieres-widener-tap-devia-ser-extinta/

    Isto no seguimento dss afirmações da CEO que são, obviamente, execráveis. Contudo, a ACP pouca influência e relevância tem… Infelizmente….

    Já a Ryanair é outra história, a guerra aberta em Lisboa promete:

    https://eco.sapo.pt/2021/10/15/ryanair-culpa-tap-por-cancelar-700-voos-e-3-rotas-para-lisboa/

    A TAL não voa nem quer deixar voar… E naquele pesadelo de aeroporto, a guerra este verão vai ser bem quentinha…. eheheh

    1. Eu não sei que declarações são essas, eu li a entrevista dela ao Expresso na semana passada e na verdade ela não diz nada de especial. Ela foi contratada para salvar uma operação de rede em Lisboa, que protege os interesses instalados em vez de ser um player concorrencial, e ficou surpreendida porque esse não é o consenso no país.

      Neste assunto as críticas deviam ser sempre a nível dessa estratégia e sobre quem a decidiu. A ACP, mais uma vez, a dar tiros nos pés.

    2. Mas alguém acredita que a Ryanair cancelou essas rotas por causa dos slots ? Epá não sejam tão anjinhos…

    1. Não é o melhor sinal, mas a Air Transat também não ia voar para o Porto este ano e agora andam com 2 semanais bem preenchidos. De Madrid e de Barcelona os voos directos para o Canadá ainda não voltaram, para ter alguma perspectiva.

      No caso da AC, já não estamos a falar de alocar um B763 de 300 lugares, mas um B73M de 170, nada do outro mundo.

  9. Pedro.
    Julgo ter percebido que a United vai regressar com voos do Newark.
    É positivo sendo que outras rotas poderiam ter potencial.
    É descabido voos para outra cidade Europeia com escala no AFSC?
    Quanto ao Brasil não tem sinais de por exemplo a LATAM? Bem recordo que a LATAM voava nomeadamente para Barcelona.

    1. Estás a falar de voos tipo Nova Iorque – Porto – Roma? Se é isso faz pouco sentido.

      Relativamente ao Brasil, o foco da LATAM no mercado português, neste momento, é conseguir recuperar o voo diário em Lisboa e subir de B763 para B787/B789/B77W, mas não está fácil.

    1. Novidade de hoje, após conferência de imprensa deles para anunciar o gigantesco investimento na Ucrânia.

      From 1jul2022

      1745 IEV OPO 1945 1___5__
      2020 OPO IEV 0255 1___5__

    2. Muito bom, estes dias não há descanso! A expansão anunciada hoje está relacionada com o acordo de Open Skies assinado ontem entre a UE e a Ucrânia. Os horários são idênticos aos que eles têm em Lisboa, como habitual.

      Já agora, passei os comentários para a página de S22, não tinha reparado que estava fechado.

    3. Pedro, quando tiveres disponibilidade podes também transportar as minhas publicações em OT relativas a S22 mas que estão em W21?

    4. Vejo também outros pinos a indicar Nice, Praga e algumas pistas para Curaçao, que eram rotas que estiveram suspensas no ano passado tal como o Porto.

      IAD seria excelente obviamente, mas com a complexidade da JV seria estranho a AC permitir outro voo transatlântico que não OPO-YYZ dentro da JV.

    5. Pode ser que seja objetivo da JV ter voos diários Porto – América do Norte 🙂

      A Star Alliance ainda tem alguns destinos no Porto com a TAP… Não me parece é que a TAP os alimentasse.

    6. Os United para EWR sempre foram diários, e assim estão programados para S22. Um hipotético IAD seria um 2º ou 3º diário, caso a AC retomasse YYZ já em S22.

    7. A pista (à vista de todos) era mesmo PDL.
      PDL fica com as mesmas frequências do Porto mas em B737MAX
      Mesmo a AC, é expectável que volte em S22?

    8. Boas notícias para os Açores, com aviões de nova geração e configuração doméstica acho que é possível às companhias americanas / canadianas explorar bem mais os Açores e Portugal em geral. A operação da Delta com B757 para PDL parece-me que acabou por falhar nisso, era avião a mais e com custos operacionais desajustados.

      A Air Canada em princípio poderia voltar ao Porto com B73M, ou a partir de YYZ ou de YUL. Há uns tempos a responsável deles para Portugal deu uma entrevista em que dizia que a intenção era ter a rota de volta no próximo verão, mas que ia depender do desempenho da operação em Lisboa nos próximos meses.

    1. Salvo algum passo atrás no controlo de fronteiras, diria que o expectavel seria a rede básica: EWR, GRU e GIG com a TAP, EWR com a United, YYZ com a Air Transat e com a Air Canada e YUL com a Air Transat.

  10. OT: S22
    Transavia em PDL a partir de abril.
    O anuncio não especifica se será direto ou no modelo que usam para FNC via Porto.

    1. João, a base da Transavia no Porto foi bloqueada na altura pelos sindicatos franceses. Em vez disso há no Verão um avião que dorme no AFSC, mas que obviamente não é a mesma coisa que uma base.

    2. Sim Pedro, eu recordo-me disso. Mas os tempos agora são ligeiramente diferentes. Também na parte social…
      O grupo AF/KLM tem agora uma força no Porto que não tinha na altura e também eles podem querer aproveitar a quebra da TAP.
      E era uma bela adição ao aeroporto!

Deixe uma Resposta para PMF Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.